Biden não pretende permitir viagens de brasileiros para os Estados Unidos

Mesmo com a vacinação, o Democrata pretende tornar ainda mais duras as políticas de isolamento social

Apesar do início da vacinação, ao que parece, não será agora que os brasileiros voltarão a viajar aos Estados Unidos. Na noite dessa segunda-feira (18), a porta voz do presidente eleito, Joe Biden, afirmou que a entrada de brasileiros no país continuará suspensa.

A medida do democrata vai na contramão do atual presidente, Donald Trump, que pretendia colocar o fim das restrições à maior parte dos cidadãos não americanos, o que inclui os que estiveram no Brasil, no Reino Unido e na União Européia, valendo a partir do dia 26.

Entretanto, no fim do mês o democrata Joe Biden já será presidente e, ao que parece, pretende endurecer as medidas de isolamento social. Pelas redes sociais, Jen Psaki, porta-voz do democrata, disse que ainda não é a hora de flexibilizar viagens para dentro do país.

“Com a pandemia piorando, e mais variantes contagiosas surgindo ao redor do mundo, essa não é a hora de levantar as restrições às viagens internacionais”, afirmou Jen Psaki.

“Seguindo as orientações da nossa equipe médica, o governo não pretende flexibilizar essas restrições em 26 de janeiro. Na verdade, nós planejamos endurecer medidas de saúde pública nas viagens internacionais, com o objetivo de mitigar a disseminação da covid-19“, escreveu Psaki.

O democrata vai tomar posse como presidente no dia 20 de janeiro e pretende tornar ainda mais duras as políticas de isolamento social.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNova legislação: produtor rural vai receber para preservar o meio ambiente
Próximo artigoPlaenge realiza live de entrega do Felicità