Articulação da candidatura de Mauro Mendes terá pausa, diz Fábio Garcia

Presidente do União Brasil afirmou que aliados vão dar espaço para governador acompanhar o tratamento de Virgínia Mendes

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

As conversas políticas em torno da candidatura do governador Mauro Mendes (União Brasil) devem ficar suspensas, ao menos nos assuntos que o envolvam diretamente.  

O presidente do União Brasil em Mato Grosso, senador em exercício Fábio Garcia, diz que os aliados vão dar espaço para Mauro Mendes acompanhar o tratamento da primeira-dama Virgínia Mendes contra um tumor no pâncreas. 

“Neste momento, não tenho condição alguma de falar com ele sobre o processo eleitoral que se avizinha. Estou respeitando o momento que a família está vivendo. Quando ele volta às atividades, a gente volta falar sobre política”, disse em entrevista à rádio CBN. 

O afastamento de Mauro Mendes das negociações políticas já vinha sendo ponderado pelos aliados desde o anúncio de que Virgínia Mendes estava doente, no mês passado. A fala do presidente partidário refletiu a avaliação de que este é um momento que exige recuo das negociações. 

Segundo aliados do governo, no entanto, a pausa não leva em consideração a hipótese de Mauro Mendes desistir da candidatura. Um eventual plano B não é aparece no horizonte da direção do União Brasil. 

O governador, que despachou de São Paulo na última semana, voltou a Cuiabá nessa segunda-feira (20). Ele havia anunciado em abril que pediria licença do cargo acompanhar a esposa. O pedido não foi oficializado. 

Mauro Mendes tem dito que sua candidatura pela reeleição será definida nas convenções partidárias. O encontro de filiados passa a ser autorizado pela Justiça Eleitoral a partir do dia 20 de julho. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorForagido da Justiça é preso em Cuiabá após estuprar filha de companheira
Próximo artigoCCJ aprova piso para enfermagem