Arma de 2º sargento falha e ele acaba atingido em troca de tiros com adolescentes

Um dos suspeitos também foi atingido e morreu; o outro foi apreendido; ambos eram adolescentes

Policiais suspeitaram dos ocupantes do carro com placa de outra cidade (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um 2º sargento da Polícia Militar foi atingido com um tiro na mão – que atravessou e acertou também seu ombro – depois de sua arma falhar em uma troca de tiros na Avenida Rubens de Mendonça (Avenida do CPA), em Cuiabá.

Um dos suspeitos também foi atingido e acabou morrendo no local. O outro foi preso pouco depois, após uma denúncia.

Os policiais faziam rondas pela Avenida do CPA, por volta das 21h50 desse domingo (17), quando viram uma motocicleta Honda FAN e deram sinal para que ela fosse parada. Porém, os dois homens ignoraram a ordem e tentaram fugir em alta velocidade.

Os militares iniciaram uma perseguição e o homem que estava na garupa começou a atirar na viatura. Um dos policiais, um 2º sargento, reagiu atirando duas vezes, porém, no terceiro disparado, sua arma falhou.

O colega de farda, um cabo, atirou, dando cobertura e um dos suspeitos, um adolescente de 17 anos, foi atingido. O outro adolescente, de 16 anos, continuou a fuga a pé, pulando vários muros.

Um dos tiros disparados pelos suspeitos atingiu o 2º sargento na mão e no ombro. Os tiros também atingiram a porta do passageiro da viatura, o para-lama direito e o vidro da porta traseira.

Os policiais solicitaram apoio e informaram as características do adolescente que tinha fugido. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e constatou a morte do adolescente atingido no tiroteio.

A equipe do 2º sargento o levou para o Pronto-Socorro de Cuiabá, onde ele recebeu atendimento médico. O local do fato foi isolado e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o Instituto Médico Legal (IML) estiveram presentes.

Ao verificar a motocicleta utilizada pelos adolescentes, os policiais perceberam que a placa estava com uma fita isolante que transformava o número zero em um oito. Ao checar a placa, constatou-se que o veículo havia sido roubado no início deste mês.

A base comunitária do Bairro Lixeira recebeu uma denúncia de que o suspeito que atirou no sargento estava na Rua São Benedito, seguindo sentido à Avenida do CPA e estava armado.

Os militares foram até o local indicado e encontraram o suspeito com uma calça enrolada na mão. Quando viu a equipe, ele jogou a calça no chão. Os policiais o revistaram e nada de ilícito foi encontrado, mas, ao verificar a calça, os policiais encontraram uma arma com cinco munições deflagradas e apenas uma intacta.

A arma também tinha sido roubada. O adolescente foi encaminhado à Central de Flagrantes.

As pistolas dos policiais foram recolhidas para serem submetidas a perícia. Um boletim de homicídio foi elaborado em relação ao adolescente que morreu, para apuração em inquérito policial militar.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBrasil não é mais o Deus soberano do futebol, afirma Silvio Luiz
Próximo artigoJuiz suspende escolta de Selma e diz que Taques tentou aliciar juíza para sua coligação

O LIVRE ADS