Argentina é estuprada ao pegar carona na saída de Cuiabá

Caso aconteceu há 19 dias, mas somente agora a vítima resolveu procurar a polícia e fazer uma denúncia

Ilustrativa/Reprodução Internet

Uma jovem de 21 anos nascida em Buenos Aires, na Argentina, denunciou nessa quarta-feira (5), que foi vítima de estupro no dia 17 de julho ao pegar carona na saída de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

Segundo a jovem, no dia 17, por volta das 10 horas, ela estava próximo ao “Trevo do Lagarto” com a intenção de pegar carona para Cáceres (220 km de Cuiabá), quando um motociclista parou para lhe oferecer carona.

Ela aceitou, mas o homem a levou para uma região de chácara e a estuprou.

Somente agora, nessa quarta-feira, 19 dias após o ocorrido, ela e o companheiro resolveram acionar a polícia e contar o que aconteceu.

Ela foi encaminhada para a Delegacia da Mulher de Cuiabá, acompanhada do companheiro, e o caso foi registrado, a princípio, como ocorrência de natureza diversa.

O caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorShoppings e restaurantes vão poder atender até às 22h no Dia dos Pais
Próximo artigoDocumentos destruídos: até que ponto a delação de Riva cria sombra sobre Maluf?