Anvisa liberal coquetel de medicamentos para uso emergencial contra covid

Medicamentos aprovados mostraram uma redução de 70,4% na hospitalização ou morte relacionadas com a covid-19

Imagem: Freepik

Na tarde desta terça-feira (20), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), aprovou a liberação para uso emergencial de dois medicamentos experimentais da farmacêutica suíça Roche contra a covid-19.

Os medicamentos foram desenvolvidos em parceria com a empresa de biotecnologia americana Regeneron e contém casirivimabe e imdevimabe (REGN-COV-2), que atuam em ligação com a coroa do vírus de forma a impedir sua entrada nas células ainda não infectadas para replicar o material genético.

O medicamento é indicado para pacientes que estão em idade avançada, obesos ou portadores de doenças crônicas como hipertensão, doença pulmonar crônica, aids, diabetes, doenças respiratórias, doença renal crônica e doença hepática, entre outras que podem agravar o coronavírus.

De acordo com a Anvisa, o medicamento será utilizado apenas em hospitais e administrado em pacientes que apresentam sintomas leves da doença, sendo utilizado somente com prescrição médica.

Esperança contra o vírus

De acordo com dados das pesquisas, os resultados preliminares em pacientes ambulatoriais, desde o diagnóstico da doença até 29 dias após início do tratamento, mostraram uma redução de 70,4% na hospitalização ou morte relacionadas com a covid-19.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDecreto prorroga auxílio emergencial aos trabalhadores da cultura
Próximo artigoOperação prende autores de roubos violentos na região de Chapada dos Guimarães