A maior da história de MT: operação apreende 1,3 mil m³ de madeira extraída ilegalmente

Desse total, 470 m³ eram de Castanheira, uma madeira nobre e protegida por lei

(Foto: Assessoria)

Cerca de 1,3 mil metros cúbicos de madeira, sendo 470 deles de Castanheira – uma espécie cujo corte é proibido no país – foram apreendidos em uma ação de fiscalização em quatro municípios do Norte mato-grossense.

Os números tornaram a operação Pinga Fogo, como foi chamada, a maior já realizada no Estado em termos de preensão de madeira protegida por lei

A ação foi desencadeada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e agentes do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e da Força Tática da Polícia Militar.

Quatro pessoas foram conduzidas à delegacia por crimes contra a flora. Uma outra acabou sendo presa por porte ilegal de drogas e munições.

Agentes avaliam que esta é a maior apreensão de madeira protegida por lei já realizada em Mato Grosso (Foto: Assessoria)

Até o momento, foram aplicados R$ 3 milhões em multas. Além disso, três madeireiras e mil hectares de terras desmatadas em desconformidade com a legislação foram embargados.

Os equipamentos utilizados para a prática dos crimes ambientais também foram apreendidos, sendo três caminhões, sete tratores e 11 motosserras.

Os municípios alvo da ação foram Nova Mutum, Cláudia, Marcelândia e Porto dos Gaúchos.

Se você for testemunha de crimes ambientais, pode fazer as denúncias pela Ouvidoria Setorial da Sema pelo número 0800-65-3838.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNovos resultados apontam contaminação em outras marcas da Backer; veja lista
Próximo artigoGoverno diz que homicídios reduziram mais de 20% entre janeiro e setembro de 2019

O LIVRE ADS