3 Formas de analisar o comportamento do consumidor pela Netnografia

(Foto: Cottonbro / Pexels)

A Netnografia é um método que mistura pesquisa de mercado com internet, e está ajudando empresas a entender o comportamento do consumidor e a gerar resultados.

 

Entender o comportamento do consumidor nunca foi tão importante como nos dias de hoje, onde a velocidade de informação é fator de escolha e pode gerar oportunidades de negócios.

 

Já se falou muito sobre a necessidade de colocar o consumidor no centro das atenções e fazer dessa relação uma estratégia de mercado. Mas, como um negócio de pequeno e médio porte consegue identificar o que seu cliente deseja sem um arsenal de ferramentas ou que demandem grandes orçamentos?

 

Com estratégias delicadas e dicas da Netnografia é possível entender o comportamento do consumidor em ambiente digital e transportá-lo para o físico. Apesar se de se falar muito sobre a experiência de consumo digital, é no físico que a conexão acontece.

 

A gente quer comprar pelo e-commerce com o comprometimento de que o produto chegue à nossa casa sem estar danificado, numa embalagem linda, e que ainda atenda às expectativas da compra. Já que, com tanta informação sobre o produto no online, a gente quer mesmo é que a promessa seja cumprida.

 

Persona, público alvo ou segmentação de mercado, chame como quiser, o negócio é perfilar seu consumidor.

 

O primeiro fator a ser estudado sobre o comportamento de consumo é quem é o cidadão que compra seu produto ou serviço. Gênero, idade e localidade são algumas das perguntas que terá que responder sobre ele para gerar uma persona do negócio.

 

A persona é a personificação do perfil do seu cliente. É como se fosse a descrição de uma pessoa real, com nome, idade, preferências, localidade e outras características detalhadas.

 

Algumas dessas informações básicas estão nas redes sociais da empresa, e Mark Zuckerberg vai te ajudar a ter esses dados mais fáceis, basta acessar às configurações pra saber quem é esse cliente.

 

Se não, métodos mais antigos resolvem. Entreviste seus clientes atuais, levante características, gostos e até coisas que não gostam. Veja, dentro da sua cidade, em que bairros seus pedidos estão localizados.

 

Muitas informações sobre o cliente estão disponíveis nos próprios arquivos da empresa. Dados de cadastro, pedidos e faturamento revelam detalhes sobre os produtos preferidos, a frequência de compra, a variedade de itens por pedido, e assim por diante.

 

Sincronismo nas redes:

Olhar para as redes sociais e perceber como as pessoas interagem nunca foi tão importante.  Já que é esse caminho de comunicação o mais utilizado quando se quer elogiar, reclamar e se informar sobre produtos e serviços. Mas, para que essas informações sejam úteis para as empresas, é necessário sincronismo.

 

Verifique se em todas as redes sua marca tem a mesma cara, o mesmo avatar, o mesmo tipo de banner. Isso, além de passar uma imagem profissional, vai fazer com que seus consumidores reconheçam sua marca, e isso significa vender mais.

Você sabia que o que mais buscamos na Internet, são informações? Então dê um Google na sua empresa.

Para o cliente lhe achar, seu endereço, horário de atendimento e dias em que suas empresas funcionam precisam estar alinhados em ambiente digital. Certifique-se que estas informações estejam corretas e fáceis de ser acessadas.

Cadastro é tudo!

Um CRM bem feito é melhor que muito big data por aí.  O famoso cadastro não é peça de museu, é uma ferramenta para ser usada e atualizada com frequência. Porque é nele que muitas vezes conseguimos ver o que o cliente deseja, baseados na jornada de compra do consumidor, aquele caminho que o cliente percorre, desde o primeiro contato com sua marca, até o fechamento do negocio.

Nunca se esqueça de que o entendimento sobe o comportamento do consumidor é um exercício de empatia. É preciso se colocar no lugar dele para identificar como ele age. Analisar o consumidor começa com a disposição de se dedicar a conhecer a visão do mundo do outro.

 

Maria Augusta Ribeiro é especialista em comportamento digital e Netnografia. Belicosa.com.br

 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMotorista de terceirizada da Defesa Civil é acusado de assédio a funcionária do órgão
Próximo artigoMauro Mendes diz que Brasil pode cobrar “reciprocidade ambiental” de países ricos