Motorista de terceirizada da Defesa Civil é acusado de assédio a funcionária do órgão

Vítima procurou a polícia e disse ter sofrido assédio dentro de prédio da Defesa Civil, em Cuiabá

jovem
Imagem ilustrativa

Um homem de 45 anos foi acusado nessa terça-feira (9), por uma jovem de 25 anos, de assédio sexual. O crime teria acontecido dentro do prédio da Defesa Civil, no Bairro Araés, em Cuiabá.

Segundo a jovem, tanto ela, quanto o suspeito, que é motorista, são contratados por uma empresa que presta serviços na Defesa Civil e o suspeito “sempre tem comportamento audacioso” com as mulheres da empresa.

Ela afirma que ele sempre faz comentários sobre as partes íntimas das mulheres e já tentou passar a mão na parte íntima dela duas vezes.

À polícia, a vítima disse ter reclamado sobre isso para o coordenador da empresa, mas nenhuma providência teria sido tomada, e que, ao reclamar para o suspeito sobre as investidas, ele a ameaçou dizendo que tem familiares policiais militares e que, por isso, nada iria acontecer com ele.

A vítima, então, resolveu procurar a polícia e registrar um boletim de ocorrência por assédio sexual.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEvento apresenta exemplos e resultados de produtores comprometidos com práticas socioambientais
Próximo artigo3 Formas de analisar o comportamento do consumidor pela Netnografia