Vídeo | “Esquizofrenia e palhaçada midiática fúnebre”, diz desembargador sobre quarentenas

O magistrado fez críticas à parte da mídia e a quem defende as medidas autoritárias de isolamento social

(Foto: Divulgação/Redes sociais)

Em sua posse como novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, o desembargador Carlos Eduardo Conta fez duras críticas ao isolamento social e a quarentena obrigatória. O magistrado também fez críticas à parte da mídia e a quem defende esse tipo de medida autoritária.

Para o magistrado, essa é a hora de voltar ao trabalho sem ouvir parte da imprensa que, segundo el,e age de maneira “esquizofrênica”. O magistrado pediu respeito ainda para o trabalhador da iniciativa privada, que tenta trabalhar para se sustentar apesar da pandemia.

“Voltemos nossas forças ao retorno ao trabalho, deixemos de viver conduzidos como rebanho para o matadouro, daqueles que veneram a morte, que propagandeiam o ‘quanto pior melhor'”, disse o desembargador.

Veja o vídeo 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPresidente da Eletrobras renuncia ao cargo
Próximo artigoHomem é preso por abusar de menina de sete anos em clube