Sem imposições

Segundo Adilton Sachetti, o Republicanos parece satisfeito com sua contribuição nas eleições deste ano e não deve brigar por mais espaço

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Ao que tudo indica, o Republicanos está satisfeito com a participação que terá nas eleições deste ano em Mato Grosso. Nas palavras do ex-deputado federal Adilton Sachetti, a indicação do atual vice-governador, Otaviano Pivetta, a uma candidatura à reeleição parece ser o bastante.

Conforme Sachetti, o partido não interferiu na definição da chapa, que vai apoiar a candidatura – também à reeleição – do senador Wellington Fagundes (PL) e, apesar de esperar a “sobra” de algum espaço para indicação de suplentes, não será “impositivo” em relação este assunto.

“Não seria o Republicanos quem decidiria isso e, sim, o governador. A chapa majoritaria é dele. Estamos contribuindo diretamente com o vice-governador, Otaviano Pivetta. Então, governador e vice-governador é quem deve decidir qual senador apoiar”, disse e completou: “Há alguns ajustes a serem feitos de última hora para suplências. Se tivermos oportunidade, vamos indicar, mas tem mais arranjos a serem feitos, mais partidos que estão se agregando, então, não dá para sermos impositivos”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuem decide é o eleitor
Próximo artigoRepublicanos lança candidaturas sem presença de Paccola e com desabafo de Pivetta