Procrastinando por aí? Temos 4 dicas para você vencer a preguiça

Todos os seres humanos são biologicamente "programados" para procrastinar, mas é possível vencer essa regra da natureza

(Foto: Roxanne Minnish / Pexels)

O verbo procrastinar significa deixar para depois. E não se culpe. O ato de adiar o quanto for possível as tarefas difíceis é algo para o qual todo ser humano está biologicamente programado.

Isso tem a ver com o medo de a tarefa não ficar boa o suficiente.

Segundo uma pesquisa da Universidade do Colorado, procrastinação e impulsividade podem, inclusive, ser agravadas por questões genéticas.

Mas, embora seja natural, outro estudo – feito pela Universidade de Carleton, no Canadá –  mostrou que procrastinar pode afetar nossa saúde física e mental. Pessoas que deixam mais tarefas para depois tendem a ter mais dores de cabeça e contraírem gripe mais facilmente, por exemplo.

Por isso, o LIVRE trouxe uma lista de quatro atitudes que podem te ajudar quando bater aquela preguiça.

1. Combata a sua insegurança

Procrastinar tarefas complicadas tem ligação com os nossos medos. O primeiro passo para combater o “deixar para amanhã”, portanto, é se observar.

Vale escrever em um papel como você se sente no momento em que aparece a preguiça. Dessa forma, você conseguirá racionalmente enxergar os seus sentimentos e fica mais fácil enfrentar as inseguranças.

2. Força de vontade ou objetivo?

(Foto: Andrea Piacquadio / Pexels)

É verdade que ter força de vontade ajuda, mas para ela “aprecer” é preciso um propósito a ser atingido. Então, crie objetivos. E, de preferência, estabeleça metas de curto, médio e longo prazo. Assim você vai conseguir enxergar sua evolução.

E lembre-se: a força de vontade está ligada a energia cerebral e uma mente fadigada não vai conseguir te levar a lugar algum.

3. Fique longe do celular

Parece bem óbvio, mas é justamente o mais difícil de praticar. Então vale tentar algumas mudanças de hábitos.

Se você é do tipo de profissional que precisa dar respostas imediatas a chefes ou clientes, uma alternativa é avisá-los que pode ser que essa resposta demore um pouco mais. Pedir para eles telefonarem em casos urgentes, vai tirar aquela preocupação da sua cabeça.

Também vale estabelecer uma rotina de intervalos a cada período de foco no trabalho.

4. Crie prazos para si próprio

(Foto: Acharaporn Kamornboonyarush / Pexels)

Tem tudo a ver com estabelecer os objetivos, citado acima. Você pode fazer uma planilha ou usar uma agenda para acompanhar seu desempenho nas tarefas.

Registrar tudo vai te proporcionar ver com clareza tudo que foi feito e diminuir aquela sensação de que nada saiu do lugar. De quebra, você ainda pode entregar relatórios periódicos para o seu chefe, se achar necessário.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProstituta entra em carro para negociar programa e acaba assaltada
Próximo artigoGoogle oferece capacitação profissional gratuita para mulheres