Policial flagra homem batendo em esposa, intervém, atira em suspeito e salva mulher

Ao ver mulher ser arrastada pelos cabelos, policial tentou impedir, mas suspeito também tentou agredi-lo

Foto: Tânia Rego/Agência Brasil - imagem ilustrativa

Um policial civil de 31 anos flagrou um homem de 35 anos agredindo a esposa, de 34 anos, nesse domingo (25), resolveu intervir, acabou precisando atirar no suspeito e salvou a mulher.

O caso aconteceu no Bairro Industrial, em Água Boa (745 km de Cuiabá), por volta 18h30.

A situação começou com o suspeito e a vítima se divertindo com a família e tomando cerveja em um clube onde acontecia um show ao vivo. Em determinado momento, o cantor chamou a mulher para participar do show e o esposo dela não gostou.

Enciumado, o homem pegou uma garrafa de cerveja e jogou no chão. Em seguida, ele se retirou do clube levando a família para o carro.

Ao entrar no veículo, o casal começou a discutir e o homem passou a agredir a mulher verbalmente. Já na Avenida Júlio Campos, próximo ao Parque de Exposições, ele parou o carro, agarrou a esposa pelo pescoço, a jogou no chão e começou a agredi-la.

Um policial civil que passava pelo local viu o suspeito arrastar a esposa pelos cabelos e parou seu veículo imediatamente para prestar socorro à mulher.

Ele se identificou como policial e deu voz de prisão ao suspeito, que pegou um pedaço de madeira e partiu para cima do policial.

O policial civil se afastou do suspeito e tentou cessar a ação, mas o suspeito estava descontrolado e não atendia às ordens. Diante do perigo em que se viu, o policial realizou alguns disparos contra o suspeito, que foi atingido e caiu no chão.

Segundo o boletim de ocorrência, mesmo ferido o suspeito seguiu provocando a todos que estavam a seu redor. O policial acionou uma ambulância, que prestou socorro ao suspeito.

A vítima ficou com escoriações no pescoço, na mão direita, no cotovelo esquerdo e no pé direito devido às agressões do marido.

O caso foi registrado como ameaça e lesão corporal.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPeixoto de Azevedo: Justiça cassa mandato de prefeito e vice no interior de MT
Próximo artigoGestante é estuprada após pedir informação a homem em Cuiabá