Policiais pulam muro e quebram vidro de carro para salvar criança em Cuiabá

Criança foi levada à Policlínica do Planalto, recebeu atendimento e já está em casa

Em uma ação rápida, policiais militares do 1º Batalhão conseguiram ajudar uma criança de dois anos que havia prendido a mão direita em uma das  portas do carro, na tarde de quinta- feira (3), em Cuiabá. A equipe da Polícia Militar precisou pular o muro da residência para socorrer a  família desesperada.

Por volta das 15h, a equipe da Polícia Militar realizava rondas no bairro Jardim Leblon quando chamada por populares que informaram que no interior de uma residência localizada na região havia duas mulheres gritando por socorro.

De imediato, os policiais  foram até a casa e verificaram que o portão do imóvel estava trancado e que os moradores do lado de dentro, gritavam por ajuda. Para entrar no local, os militares tiveram que pular o muro. A equipe constatou que uma criança estava com uma das mãos presas na porta do automóvel Onix. A chave  do portão da casa  e do carro  havia ficado dentro do carro que travou automaticamente, prendendo a mão da vítima.

Com uma barra de ferro, os policiais tentaram quebrar o vidro das janelas do carro, mas não foi possível. Então, eles conseguiram quebrar o vidro do porta- mala, entrar no veículo e abrir as portas.

Os policiais levaram a criança e a mãe à Policlínica do Planalto. Segundo a mãe da vítima, a criança já está em casa e que ela machucou levemente um dos dedos e se encontra com a mão inchada.

Ela ainda relatou que os policiais foram corajosos, pois não pensaram duas vezes, para ajudá-las quando decidiram pular o muro alto de sua casa para salvar sua filha.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorShopping investe em atrações 100% digitais e promoções para atrair clientes no final de ano
Próximo artigoMPE denuncia Zé do Pátio por superfaturamento em aparelhos médicos