Polícia investiga morte de bebê indígena por possível maus-tratos em aldeia de MT

Bebê foi internada com várias lesões na cabeça, pescoço, mãos, luxação de crânio e ferimentos em diversas partes no corpo

Imagem ilustrativa (Foto: Pixabay)

Uma bebê indígena de três meses morreu nesta segunda-feira (24) e a Polícia Civil está investigando o caso devido à situação em que a bebê foi levada para o hospital no sábado (22), com diversas lesões pelo corpo.

O caso aconteceu em Barra do Garças (520 km de Cuiabá). A bebê morava em uma aldeia na zona rural da cidade.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi descoberto após o Conselho Tutelar receber uma denúncia de que uma criança indígena havia sido internada no Pronto-Socorro de Barra do Garças em situação gravíssima.

Pe Madzi na Utomotsilhori o Tsuime deu entrada no hospital de madrugada, levada pela tia e por uma equipe da Casa de Saúde Indígena (Casai).

A bebê estava com várias lesões na cabeça, pescoço, mãos, luxação de crânio e ferimentos em diversas partes no corpo.

A Polícia Civil e a Vara da Infância foram acionadas e passaram a acompanhar o caso. A equipe do hospital foi orientada a não liberar a criança à família antes de decisão judicial.

Nesta segunda-feira (24), porém, Pe Madzi não resistiu aos ferimentos e faleceu. A informação foi confirmada ao LIVRE pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças, que está investigando o caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSuperfaturamento
Próximo artigo1º lote de restituição