Pantanal Transportes inicia acordo com 150 motoristas demitidos

Rescisão contratual foi necessária após a Pantanal Transporte reduzir sua participação no sistema de transporte coletivo de Cuiabá

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT/MT) iniciou, nesta terça-feira (21), a homologação de aproximadamente 150 acordos envolvendo a Pantanal Transportes e ex-trabalhadores da empresa. As audiências estão sendo realizadas presencialmente no auditório do Tribunal, seguindo todas as normas de saúde e segurança, e ocorrem no contexto da Semana Nacional da Conciliação e Execução.

A homologação dos acordos pela Justiça do Trabalho dá maior segurança jurídica aos trabalhadores e à própria empresa em relação às verbas que são objeto das conciliações. É o que explica a juíza Leda Lima, coordenadora do Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas de 1º Grau de Cuiabá (Cejusc).

“Se o acordo é feito somente entre as partes, fora da Justiça, esse assunto ainda pode ser rediscutido. Mas, uma vez que ele é trazido para nós e homologado, o ex-empregado tem segurança dos valores que irá receber e como irá receber e, a empresa, tem a segurança de que esse tema não será mais discutido e então ela sabe o que vai pagar e como vai pagar”, esclarece.

As negociações entre trabalhadores e empresa foram mediadas pelo Sindicato dos Motoristas da Baixada Cuiabana (SINTROBAC). O presidente da entidade, Edval Pereira, explicou que a rescisão contratual com os profissionais foi necessária após o grupo empresarial proprietário da Pantanal Transporte reduzir a participação no sistema de transporte público de Cuiabá, pois conseguiu apenas parte das linhas disponíveis na licitação feita pelo Município.

“A atuação do sindicato foi no sentido de manter a transparência. Deixamos os trabalhadores bem à vontade para que eles resolvessem se queriam ficar na empresa ou não”, detalhou Edval.

O resultado foi positivo, como conta o motorista Sidirley Pereira Gomes. “A empresa Pantanal está cumprindo com todas as obrigações que têm que cumprir conosoco. Para nós, está tudo tranquilo. Vamos resolver essa questão e dar seguimento ao nosso dia a dia e cada um segue seu caminho feliz”, avalia.

Semana da Conciliação

As audiências entre a empresa Pantanal Transportes e os trabalhadores são algumas das muitas que estão sendo realizadas na Justiça do Trabalho em Mato Grosso por ocasião da Semana Nacional de Conciliação e Execução. O evento começou na segunda (20) e segue até esta sexta-feira (24).

O presidente em exercício do TRT/MT e coordenador do Cejuscs de 2º grau do Tribunal, desembargador Paulo Barrionuevo, esteve presente na abertura das audiências de homologação dos motoristas. Na oportunidade, ele destacou a importância da Semana Nacional como instrumento para alavancar a resolução de processos que ainda não foram solucionados.

“A conciliação devolve às partes o protagonismo para que elas possam buscar aquilo que é melhor para solucionar a controvérsia. Quando o juiz dá uma sentença, necessariamente uma das partes vai ficar insatisfeita, quando não as duas. Com a conciliação, não! Elas apertam as mãos e saem sorrindo porque solucionaram o caso”, pontua.

Além das pautas para tentativa de acordo, a Semana Nacional também conta com outras ações, cujo foco é a solução de processos. Entre elas, a Maratona de Investigação Patrimonial, para localização de bens em nome de devedores trabalhistas, bem como o leilão judicial para venda de bens já penhorados.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça reconhece vínculo entre entregador e empresa ligada à iFood
Próximo artigoFestival realizado em restaurantes da Grande Cuiabá valoriza a culinária regional