O abaixo-assinado dos insatisfeitos

Redução de ICMS não é consenso entre prefeitos

O governador Mauro Mendes fez críticas a prefeitos que questionam o projeto de lei para redução do ICMS em algumas áreas a partir de 2022. Alguns gestores têm questionado a implantação das medidas, sem consulta aos municípios. 

“Não precisam reclamar. É só fazer um abaixo-assinado dizendo que não querem que a gente baixe o ICMS e articular na Assembleia Legislativa para o projeto não ser aprovado. Nós estamos numa democracia, não é isso? Nós vamos recolher R$ 1,2 bilhão a mais no que vem”, disse. 

Prefeitos afirmam que redução do imposto irá impactar na receita dos municípios no próximo ano. O R$ 1,2 bilhão que o governo estima que não será recolhido em 2022 incluiria os repasses de arrecadação. 

A equipe econômica do governo diz que a tal queda pode não ser registrada, pois a tendência é que aumente o consumo das pessoas na casa dos 30% com o custo menor em energia elétrica, telefonia e combustível.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAlta tecnologia no Centro do Brasil
Próximo artigoCaso Isadora: familiares fazem protesto e pedem fim de “sequestro”