Mulher acusa vizinha de manter um ‘puteiro’ dentro de casa

Estabelecimento clandestino estaria perturbando os moradores da rua

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Uma mulher de 57 anos foi à polícia para reclamar da atividade comercial da vizinha, que, segundo ela, abriga um “puteiro” em casa, no bairro Jardim Independência, em Cuiabá.

Recentemente, o suposto estabelecimento não legalizado mudou as cores das paredes, que agora são idênticas as da casa da denunciante. Como resultado, muitos clientes tocam o interfone da casa dela enganado.

No boletim de ocorrência, a vítima disse que não se incomoda com o som alto e nem com a cantoria, porém os olhares intimidadores dos homens que frequentam o local e as palavras de baixo calão, seguidas de gemidos e barulhos estranhos que vêm da casa romperam o limite da convivência.

Agora, o caso será investigado pela Polícia Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVai um guaraná ralado aí? Costume é mantido por famílias cuiabanas e pela nova geração
Próximo artigoHomem desrespeita medidas protetivas e agride ex-companheira