Justiça nega pedido de Julier e mantém canção de Gonzaguinha com Abílio

Candidato do PT tentou barrar o uso da música em propaganda eleitoral, por falta de direitos autorais

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Juiz da 1ª Zona Eleitoral, Geraldo Fidélis extinguiu sem julgamento de mérito uma ação proposta pelo candidato a prefeito de Cuiabá Julier Sebastião da Silva (PT) contra o adversário Abílio Júnior (Podemos) pela utilização da música “E Vamos à Luta”, do compositor Gonzaguinha, sem os devidos direitos autorais.

Na avaliação do magistrado, Julier não detém legitimidade para propor tal ação, cabendo exclusivamente ao ofendido, no caso Gonzaguinha, pleitear na Justiça, em nome próprio, o direito que lhe convém.

“Salta aos olhos, portanto, que os representantes são carecedores da ação, ante a patente ilegitimidade ativa ad causam, não podendo pleitear direito alheio em nome próprio. Com essas considerações, em sintonia com o parecer ministerial, acolho a questão isagógica ventilada, para reconhecer a ilegitimidade dos representantes para a causa”, diz um dos trechos da decisão.

O autor da música, Daniel Gonzaga, o Gonzaguinha, já gravou vídeo nas redes sociais se manifestando contrário à utilização da música nas propagandas eleitorais do candidato a prefeito de Cuiabá Abílio Júnior. Porém, até o momento, não tomou nenhuma providência judicial.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMaioria dos servidores públicos gostaria de manter trabalho remoto, aponta pesquisa
Próximo artigoCelular se tornou principal ferramenta de estudo e trabalho na pandemia