Justiça afasta deputada federal acusada de mandar matar o marido

Flordelis dos Santos de Souza é acusada de ser a mandante do homicídio de seu marido

(Câmara Federal)

Na tarde desta terça-feira (23), os desembargadores da 2ª Câmara Criminal do Rio de Janeiro decidiram, por unanimidade, afastar do cargo a deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSD). A parlamentar é acusada de envolvimento no homicídio de seu próprio marido.

O julgamento ocorreu por meio de videoconferência, devido a pandemia. Durante a votação, os magistrados acompanharam o voto do relator, desembargador Celso Ferreira Filho.

O julgamento determinou um prazo de 24 horas para encaminhamento da decisão à Câmara Federal.

Flordelis é acusada de ser a mandante do assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo. Ele foi morto a tiros dentro de casa.

Além do afastamento do cargo, Flordelis aguarda a decisão da 3ª Vara Criminal de Niterói para saber se será julgada criminalmente por júri popular.

Com a decisão, Flordelis perde a prerrogativa de foro privilegiado e pode acabar sendo presa, se declarada culpada pelo assassinato.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPesquisa e inovação: governo de MT investe R$ 4,2 milhões em micro e pequenas empresas
Próximo artigoDeputados aprovam plano para exploração de ferrovias em MT