Julgamento adiado

Deputado estadual Carlos Avalone é acusado de comprar votos em Poconé durante a campanha eleitoral de 2018

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um pedido de vistas do juiz Armando Bianchini suspendeu nesta quarta-feira (2) o julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) de uma ação que pode cassar o mandato do deputado estadual Carlos Avalone (PSDB).

Avalone é acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de arrecadação e gastos ilícitos para a campanha de 2018.

Embora tenha declarado oficialmente a quantia de R$ 999.996 à Justiça Eleitoral, três dias antes da eleição a Polícia Rodoviária Federal apreendeu R$ 89,9 mil em um veículo que pertencia a campanha de Avalone e circulava no município de Poconé.

O Ministério Público sustenta que houve abuso de poder econômico e compra de votos.

Avalone disputou as eleições de 2018 para o cargo de deputado estadual, somando 14.263 votos.

Após figurar na primeira suplência, assumiu em definitivo a cadeira de deputado estadual. Ele ficou com a vaga do correligionário Guilherme Maluf, indicado ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) m fevereiro de 2019.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSaiba criar a sua loja virtual com as ferramentas online
Próximo artigoMinistério da Educação desiste de retomar aulas presenciais em janeiro