Jovem denuncia instrutor de autoescola por assediá-la durante aulas práticas

Caso aconteceu em Cuiabá

Foto: Reprodução/Autoescola Online

Uma jovem de 20 anos denunciou um instrutor de autoescola por assediá-la sexualmente durante as aulas práticas que ela fez com ele para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Segundo a jovem, ela começou as aulas no dia 26 de janeiro, em Cuiabá, e desde a primeira aula o suspeito começou a assediá-la.

Ele a chamava de “meu amor”, dizia que gostava de mulheres comprometidas, que era para ela colocar uma mão no volante e outra sobre a mão dele, que era para ela tirar a máscara e sorrir para ele, elogiava as unhas dela e beijava a mão dela.

A vítima fez 18 aulas com o suspeito e sofreu assédio durante todas. Ao fim, ela contou o que vinha sofrendo para a mãe e juntas elas decidiram procurar a polícia e registrar o caso na ouvidoria do Detran.

O caso foi registrado como importunação sexual – praticar contra alguém, e sem a sua anuência, ato libidinoso, com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro deve se filiar ao PMB para disputar eleições em 2022
Próximo artigoDoulas orientam gestantes sobre nascimento e pós-parto em encontros online