Jajah e as propagandas irregulares

O MPF protocolou representação contra o candidato por propaganda irregular

Foto:(Ednilson Aguiar/ O Livre)

Depois de protocolar a impugnação do registro de candidatura do suplente de deputado estadual Jajah Neves (SD) à Assembleia Legislativa, nas eleições deste ano, a Procuradoria Regional Eleitoral representou o candidato por propaganda irregular.

Conforme o Ministério Público Eleitoral (MPF), Jajah Neves tem utilizado carros de som para propagar seu jingle e o número da urna, prática que só é permitida quando houver carreatas, caminhadas e passeatas ou durante reuniões e comícios.

A duas representações contra o candidato aguardam julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sendo que a impugnação se deve a uma multa aplicada ao suplente durante a campanha de 2014, também por propaganda irregular, e que ele não teria quitado.

A denúncia foi feita pelo Pardal, sistema por meio do qual podem ser feitas denúncias à Justiça Eleitoral de prática irregular de propaganda eleitoral e outras formas de corrupção eleitoral.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMP propõe ação de improbidade administrativa contra Fernando Haddad
Próximo artigoJustiça determina que Ibope disponibilize dados de pesquisa em MT