Improvisando em casa: músicos mostram como é gravar um single sem ter uma gravadora

"Teu nome" está disponível para no Spotify. Já o registro audiovisual da produção pode ser conferido no Instagram

Na ânsia de manter a mente criativa durante a pandemia, os músicos Augusto Krebs e Thiago Veloso retomaram as atividades da banda Vila Maria com um novo projeto autoral de produção remota.

“Teu Nome”, novo single disponível no Spotify, foi gravado de forma caseira e inaugura uma série de novas produções do grupo. A canção fala sobre amor e foi composta ainda em 2014.

Todos os sons (cordas, guitarras, contrabaixos, vozes e clarinetas), foram gravados apenas por Augusto e Thiago, sem adição de instrumental virtual.

Mas as dificuldades técnicas impostas pelas medidas de distanciamento social em função da covid-19 acabaram superadas com criatividade.

“Ele [Thiago] fez a música, eu fiz a letra e terminamos juntos. Gravamos aqui em casa com os equipamentos que a gente tem, inovando as formas de pensar os arranjos em isolamento. É que não dá para encher de gente aqui em casa para gravar. Então temos vários obstáculos técnicos”, relata Krebs.

Além de “Teu Nome”, outras cinco faixas de autoria deles – e algumas, de parceiros da música mato-grossense – devem ser lançadas na sequência, após mixagem final de Michael André.

Registro audiovisual

Além da canção, os artistas estão registrando o processo de produção em audiovisual. Thiago Veloso, que atualmente também integra a banda instrumental Desert Punk, é quem está por trás da captação e edição do vídeo making off, publicado no Instagram da Vila Maria.

“A ideia de registrar tudo isso foi porque sempre achei interessante esse lance de entender como as coisas funcionam por trás da música. Também estava na pira de experimentar o audiovisual”, explica Thiago.

(Foto: Reprodução)

Vila Maria

A banda surgiu quando os músicos se conheceram, em 2014. Com Augusto Krebs e Thiago Veloso, ambos na guitarra e voz, Alan Lacerda, na bateria, e Endel Dalat, no contrabaixo da primeira formação, o grupo começou a tocar para valer, em 2015.

A banda já teve Karola Nunes na segunda formação.

Nos últimos anos a banda tem se reunido ao menos uma vez por ano, em diversas formações.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVacina para covid-19 no Brasil: Mato Grosso terá pacientes testados?
Próximo artigoCuiabá e VG querem só mais sete dias de quarentena; decisão depende de juiz

O LIVRE ADS