Vacina para covid-19 no Brasil: Mato Grosso terá pacientes testados?

Atualmente, duas vacinas com potencial promissor têm autorização da Anvisa para serem testadas no país

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Cientistas no mundo todo trabalham incessantemente pela busca de uma vacina que combata a covid-19. E duas das mais promissoras, até então, tiveram autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para serem testadas em humanos no Brasil.

A estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que até dezembro uma das 140 pesquisas ao redor do globo seja concluída.

A autorização mais recente para teste no Brasil foi dada à empresa Sinovac Research & Development Co., Ltd, sediada na China. O pedido foi realizado pelo Instituto Butantan, de São Paulo.

Testes anteriores em animais demonstraram que a vacina apresenta segurança aceitável. Outras fases do estudo já a testaram em pequenos grupos de humanos adultos saudáveis. O resultado foi favorável, com esquema de duas doses da vacina.

LEIA TAMBÉM

A vacina em teste é feita a partir de cepas inativadas do coronavírus. Mato Grosso, entretanto, não deve entrar nos testes. O protótipo será aplicado em 9 mil brasileiros que vivem em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná, além do Distrito Federal.

De acordo com a Anvisa, o recrutamento dos voluntários é de responsabilidade dos centros que conduzem a pesquisa.

Outro teste

A Anvisa já havia autorizado outro ensaio clínico. Esta vacina foi desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido. Duas mil pessoas no Brasil participarão dos testes – e, de novo, nenhuma delas será de Mato Grosso. O trabalho é realizado com o apoio do Ministério da Saúde.

Essa vacina usa um vetor viral baseado em uma versão enfraquecida do resfriado comum, mas “enxertado” com material genético do coronavírus.

Em São Paulo, os testes serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

No Estado, mil voluntários da linha de frente do combate à covid-19 serão recrutados para o teste. A fase inicial será restrita a profissionais de saúde. O requisito é que eles não tenham contraído o novo coronavírus.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Prezados senhores, vivemos momentos no Brasil muito difíceis. Não entendo como a Anvisa pode aprovar a vacinação ainda que voluntária(fase de testes), em vista da China comandada pelo Partido Comunista Chinês, não obstante as vozes que tentam separar o caráter político do técnico-científico. A China não é confiável nem com seu próprio povo chinês, imagine com povos estrangeiros. No inicio, a vacinação poderá dar certo para alcançar a confiança geral, mas, nada, repito, nada é absolutamente confiável em chineses de gerações de Mao-Tse-Tung. Uma medida por demais temerária submeter nosso povo a qualquer coisa oriunda da China comunista.

  2. Gente, essa PANDEMIA é um mal sem tamanho, mas pelo menos, cremos que a cura será encontrada. Agora, quem nos livrará de pessoas doentes como o Sr. Antônio Mário? Não é possível que alguém seja tão iludido assim.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior80% das escolas estaduais estão em cidades com alto risco de se contrair covid
Próximo artigoImprovisando em casa: músicos mostram como é gravar um single sem ter uma gravadora

O LIVRE ADS