Homem que atirou na cabeça da amante e a queimou viva é preso

O corpo da vítima foi encontrado carbonizado um dia após seu desaparecimento

(Ilustrativa/Ednilson Aguiar/O Livre)

Um homem de 21 anos foi preso nessa quinta-feira (2) pelo assassinato da jovem Jaqueline dos Santos, de 24 anos. Ele é acusado de atirar na cabeça da vítima e depois queimá-la enquanto ainda estava com vida. Os dois eram amantes há quatro meses.

Feminicídio

Jaqueline foi vista com vida pela última vez no dia 19 de junho, por volta de 12 horas. Ela saiu de casa, em Tabaporã (695 km de Cuiabá), dizendo para a mãe que retornaria em breve e nunca mais voltou.

Preocupada, a mãe dela registrou um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento da filha. A jovem, no entanto, foi encontrada morta um dia depois, no dia 20 de junho deste ano, com o corpo carbonizado, próximo a um frigorífico da cidade.

Investigação

A Polícia Judiciária Civil iniciou as investigações sobre o caso imediatamente e descobriu que Jaqueline vinha mantendo um relacionamento extraconjugal com um homem de 21 anos há quatro meses.

No dia que desapareceu, ela havia sido levada pelo amante ao local em que foi encontrada morta e, após uma conversa entre os dois, foi assassinada com um disparo na cabeça.

Em seguida, ele comprou etanol em um posto de combustíveis, voltou ao local do crime e ateou fogo em Jaqueline. A perícia apontou que a vítima ainda estava viva quando as chamas consumiram seu corpo.

Prisão

Nessa quinta-feira, o homem foi preso, ainda em Tabaporã, com apoio da Delegacia de Juara. A esposa dele, que é advogada, também foi detida pelo crime, mas teve fiança arbitrada, pagou e foi posta em liberdade.

Durante o cumprimento do mandado, os policiais ainda encontraram a arma utilizada no crime, o celular que o suspeito usava para falar com Jaqueline e o celular da vítima, que o suspeito havia levado após a morte dela.

Ele será indiciado por homicídio triplamente qualificado (feminicídio, crime praticado com emprego de fogo e impossibilidade de defesa da vítima), além da prisão em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Ele foi encaminhado à cadeia pública de Porto dos Gaúchos, onde ficará à disposição da Justiça.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem é preso por dormir ao volante, bater em árvore e derrubar placa de trânsito
Próximo artigoDentista reage a assalto em clínica, atira em ladrão e o captura

O LIVRE ADS