Garis são ameaçados com arma por deixar tampa de lixeira bater

O crime foi registrado em Sorriso; o suspeito teve a arma apreendida, mas vai responder em liberdade

Imagem Ilustrativa (Foto: Reprodução)

Um grupo de garis que trabalha Sorriso (440 km ao norte de Cuiabá) foi ameaçado com uma arma de fogo por um morador da cidade porque um deles deixou a tampa da lixeira bater e fazer barulho.

O crime foi registrado na última sexta-feira (6) pela Polícia Judiciária Civil. As vítimas procuraram a Divisão Especializada de Roubos e Furtos (Derf) da Delegacia de Sorriso para prestar queixa.

Segundo informações, as vítimas estavam recolhendo o lixo das residências do bairro Portal Kaiabi, quando um dos garis bateu a tampa da lixeira de uma das casas.

Neste momento, o morador saiu da residência com uma pistola 380 nas mãos, reclamando e ameaçando os trabalhadores. O suspeito colocou a arma na cintura e começou a ofender e ameaçar as vítimas, utilizando de palavras de baixo calão e termos humilhantes.

Assim que foram acionados, os investigadores foram até o endereço do ocorrido, onde encontraram o morador em posse da arma de fogo, que foi apreendida. O suspeito foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos e assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime de ameaça.

O rapaz tirou registro de arma de fogo recentemente na Polícia Federal e negou que mostrou a arma às vítimas, porém confessou as ofensas praticadas. Após ser ouvido, ele foi liberado e responderá pelo crime em liberdade.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFundeb, saneamento, investimentos e tributos: os novos desafios dos futuros prefeitos
Próximo artigo“Leis Mariana Ferrer”: deputadas querem aumento de pena e responsabilização de juízes