Falhas na ação

Juíza mandou deputado estadual incluir dados ausentes em ação judicial que questiona uma compra do governo de Mato Grosso

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A juíza da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular, Célia Regina Vidotti, determinou que o deputado estadual Lúdio Cabral (PT) emende – no prazo de 15 dias – uma ação popular.

Nela, Lúdio requer a suspensão de uma contratação a ser feita pelo governo de Mato Grosso no valor de R$ 170 milhões. A decisão foi publicada no Diário da Justiça desta quarta-feira (16).

O gasto questionado diz respeito a uma compra de material didático para estudantes da rede pública de ensino.

A magistrada entendeu que o advogado autor da ação popular não incluiu todas as autoridades necessárias, figurando exclusivamente o Estado de Mato Grosso. Por isso, aguarda a correção para prosseguir com o julgamento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro comemora operação que apreendeu 516 kg de cocaína em Alto Araguaia
Próximo artigoServiços de luxo