Em tempos de pandemia, o comportamento humano sofre modificações e mais julgamentos internos e externos

Com certeza nestes novos tempos, neste novo normal, o ser humano é convidado a olhar mais para a sua imagem. Já pensou como aquilo que você enxerga de si, por dentro e por fora, impacta na sua alma? Esta é uma das reflexões proposta pela  odontóloga Nayara Cerutti,  que atua  em harmonização facial.  De acordo com a profissional, é  necessária uma investigação interna, para identificar os sentimentos, os desejos, e claro, com a finalidade de propor uma revolução, uma reforma íntima, para que seja possível encontrar um resultado; um ser humano melhor.

“Para nos tornarmos mais evoluídos, ou melhores, não basta olharmos para nós mesmos, mas principalmente para todos aqueles que compartilham algo conosco, até um bom dia no elevador pode ser mais generoso.  Ou mesmo ter a nobreza de perguntar a um estranho se ele está bem, precisando de ajuda, quando aparentar estar paralisado em meio a um momento de muita dor. Acredite, se você busca por anjos, ou Deus, ou um milagre, você pode se transformar neste ser iluminado do criador para outros. Amanhã, esse mesmo milagre do amor, da providência e generosidade pode se repetir com você. Devemos ter em mente que nossas ações podem ditar as dádivas ou situações ruins que recebemos. Gosto de pensar que somos um espelho, recebemos como agimos, as ações, boas ou as nem tanto que servem como aprendizado”, exemplifica a odontóloga.

Ainda de acordo com Cerutti, é possível  contribuir com o próximo de várias maneiras, até mesmo fazendo uma silenciosa oração ou prece. Provando que é possível mudar com grandiosos ou pequenos gestos, seria preciso apenas começar, ter um ponto de partida. “Cabe somente a nós decidir, como será esta mudança, pois sabemos que podemos ir em direção à luz e assim iluminar a vida alheia, ou mesmo torna-la mais sombria.  Nossas ações deixarão bem claro se iremos evoluir, a mudança talvez não seja em um piscar de olhos, mais exige dedicação, um trabalho de muita reflexão, pois vamos perceber que velhos hábitos deverão ser substituídos por novos, e atenção, a boa notícia é que você após mergulhar  rumo ao autoconhecimento pode se surpreender com as mudanças positivas”, defende.

Reflexão ou o convite a mudanças se faz mais presente ainda neste momento de pandemia, de perdas para muitos, e até mesmo de medo. “Não consigo deixar de pensar na minha clínica,  o quanto as pessoas que vem em busca de mudança facial, desejam mais que ter uma bela face, elas buscam na verdade por transformações. E, muitas vezes estas transformações começam de algum lugar, de alguma forma, e até mesmo pelo cuidado com a aparência. Pois é possível até mesmo resgatar a autoestima com procedimentos estéticos. Para mim faz todo o sentido, queremos ter ações belas, e podemos fazer mais quando nos sentimos mais felizes, mais bonitos, mais agradáveis. Não devemos julgar quando alguém decide impor mudanças a si mesmas, pois elas são um processo, e começar a se transformar por fora, com certeza o interior também estará passando por modificações”, explica.

Ainda neste contexto de mudança, outros fatores também podem ser modificados, segundo a odontóloga, “nossa imagem deve de fato ter atenção, seja ao largar de um vício, se impor a uma alimentação saudável, praticar exercícios, mudar o cabelo, se reinventar, criar um novo você, poder expressar o quanto você cuida de um bem muito precioso, você.  A harmonização facial revela que a mudança é nata do ser humano, e que bom que esse processo de transformação existe, pois ele pode ser a mudança que você deseja iniciar, ou concluir rumo a vida que sempre desejou ter. Não importa a ordem, o que vale é se olhar no espelho e se orgulhar daquilo que você reflete a melhor versão de você por dentro e por fora”, finaliza.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCom aval de Bolsonaro
Próximo artigoIdoso morre ao cair do telhado enquanto trabalhava