Em Cuiabá, homem é preso ao vender arma de oficial do Exército roubada no MS

Militares chegaram ao local após receberem denúncias da comercialização da arma roubada

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Christian Alexssander Moraes Delmão, de 21 anos, conhecido como “Nenê”, foi preso pela Polícia Militar na noite de segunda-feira (23), acusado de receptação e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi flagrado com uma pistola roubada de um oficial do Exército, que mora em Mato Grosso do Sul.

Segundo narra o boletim, o setor de inteligência da Polícia Militar recebeu a informação de que Nenê estaria vendendo uma pistola Taurus, calibre ponto 380, no Residencial Jamil Boutros Nadaf, próximo ao bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. Ainda segundo o denunciante, o armamento era, possivelmente, fruto de roubo.

[featured_paragraph]Uma equipe foi até o local para confirmar a denúncia e flagrou o momento em que Nenê conversava com Carlos Francisco de Souza Farias, de 33 anos. A dupla foi abordada e, nos bolsos de Nenê, os militares encontraram duas munições calibre .380 intactas.[/featured_paragraph]

Durante busca na casa de Nenê, a polícia encontrou a pistola dentro de uma maleta da fabricante Taurus, além de três carregadores, sendo que um deles foi modificado para caber mais munições, 25 munições e R$ 942, e US$ 2 (dólares) – dinheiro cuja origem Nenê não soube explicar.

Na checagem, o setor constatou que a arma pertence a um oficial do Exército, identificado como Airton Pereira de Freitas, que registrou um boletim de ocorrência em Mato Grosso do Sul.

Diante dos fatos, a polícia encaminhou os suspeitos para a Central de Flagrantes e comunicou o 44º Batalhão de Infantaria Motorizada sobre a localização da arma roubada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGreve dos caminhoneiros afetou arrecadação de impostos da indústria
Próximo artigoInvestimento em conhecimento muda realidade de famílias no campo em Terra Nova