Cuiabá ganha novo sistema de esgoto

SES Lipa beneficiará 126 mil pessoas; obras lançadas pelo Prefeito Emanuel Pinheiro e Águas Cuiabá elevarão cobertura a 78%

(Foto: Assessoria)

Mais saúde para as famílias, mais vida para os rios. Em Cuiabá, a ampliação dos serviços de esgotamento sanitário e seus importantes efeitos socioambientais são uma realidade. O município, que conta hoje com 67% de cobertura de esgoto, saltará para 78% com a entrada em operação do Sistema de Esgotamento Sanitário Lipa.

As obras, lançadas esta semana pelo Prefeito Emanuel Pinheiro e a Águas Cuiabá, já estão em curso no local que abrigará a mais nova Estação de Tratamento de Esgoto do Estado. O SES Lipa beneficiará, diretamente, 126 mil pessoas em 77 bairros e é resultado do investimento de R$ 200 milhões.

Situada na Avenida José Rodrigues do Prado, no Parque Residencial Tropical Ville, a ETE Lipa já está em construção. O trabalho é realizado pela concessionária Águas Cuiabá e tem previsão de estar concluído no segundo semestre deste ano. A unidade operacional fará uso de tecnologia de ponta, que reduz a carga de resíduos orgânicos cinco vezes mais rápido que o modelo convencional. Com sua entrada em operação, até 7 toneladas de esgoto deixarão, progressivamente, de ser lançadas, por dia, na natureza – especialmente no Rio Cuiabá e em córregos da cidade.

“Em nossa gestão, o córrego Mãe Bonifácia vai ser despoluído. Nossa Cuiabá tem vivido melhorias históricas na prestação dos serviços de água e esgoto, e é neste ritmo que seguiremos”, declarou o Prefeito Emanuel Pinheiro.

“Vamos cumprir as metas nacionais nove anos antes do limite estabelecido no Marco Regulatório brasileiro. Somente uma cidade consciente e responsável consegue um feito deste porte”, arrematou.

Durante o lançamento das obras, gestores da empresa explicaram a dinâmica da implantação das redes de coleta.

“Até o fim deste ano estaremos com grande número de equipes atuando na instalação das tubulações em diversos bairros da cidade, que vão desde o Jardim Araçá até o Novo Paraíso. Durante as obras, ruas e avenidas poderão ser interditadas, parcial ou totalmente, nos horários liberados pela Secretaria de Mobilidade (Semob)”, disse William Figueiredo, diretor geral da Águas Cuiabá.

Novo sistema em números

O SES Lipa será formado por 265 quilômetros de tubulações coletoras de esgoto, três elevatórias (estruturas nas quais o material coletado é bombeado até seu penúltimo destino – a unidade de purificação) e uma estação de tratamento com capacidade operacional plena de 260 litros por segundo. Cerca de 400 trabalhadores atuarão nas obras.

Saneamento cuiabano

Na dianteira nacional dos investimentos, a capital mato-grossense recebeu, de 2017 até agora, R$ 571 milhões na ampliação e melhoria dos sistemas de água e esgoto. No que se refere ao esgotamento sanitário, até o momento já foram instalados 160 quilômetros de coletores em 123 bairros.

As duas principais estações de tratamento de esgoto em operação na cidade, Tijucal e Dom Aquino, foram reconstruídas e modernizadas. 14 pequenas estações de tratamento de esgoto, antigas e já ineficientes, foram desativadas. Para garantir a qualidade dos efluentes tratados, a concessionária instalou dois novos laboratórios de análises, sendo um na ETE Tijucal e outro, na D. Aquino.

“Hoje, o esgoto tratado é devolvido aos nossos rios dentro dos parâmetros estabelecidos pela ANA (Agência Nacional de Águas). A expansão do saneamento é importante para que nossa cidade cresça e se desenvolta de forma sustentável. Nossas famílias merecem qualidade de vida hoje e no futuro”, finalizou Pinheiro, enfatizando que saneamento básico de qualidade continuará na pauta prioritária da capital mato-grossense.

O evento de lançamento das obras, realizado ao ar livre e seguindo as normas de biossegurança, contou com a presença do vice-prefeito José Roberto Stopa, do diretor da Limpurb Vanderlúcio Rodrigues, do vereador Mário Nadaf (PV) e do presidente da Arsec, Alexandro de Oliveira.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedeiros e a “postura” de Mendes
Próximo artigoWeintraub: “A gente está lidando com bandidos no Brasil”