CPI volta em agosto

CPI teve os trabalhos paralisados em abril por falta de técnicos, mas será retomada em agosto

Karen Malagoli/ALMT

Parada por falta de técnicos, a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga renúncia e sonegação fiscal, deve voltar a operar no mês de agosto. O presidente da comissão, deputado Wilson Santos (PSDB) disse que a Assembleia Legislativa de Mato Grosso contratou uma empresa de consultoria para auxiliar nos trabalhos.

Segundo Wilson, o foco da CPI será a sonegação, já que no âmbito das renúncias fiscais o governo já está atuando para contê-las. “Estamos vivenciando um momento que traz cada vez mais luz a esse tema”, destacou.

LEIA MAIS

CPI da renúncia fiscal é suspensa

Relatório de CPI aponta que renúncia de receitas supera os incentivos fiscais em Mato Grosso

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS