Covid-19: Capital registra baixa procura da população para segunda dose

Com imunização sendo realizada nas unidades básicas, apenas 16% da meta foram atingidos

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Uma semana após a descentralização da aplicação da segunda dose da vacina contra a covid-19 para 14 unidades básicas de saúde (UBSs), apenas 2.810 pessoas compareceram nesses locais para concluir o esquema de imunização. Isso representa dá uma média de 562 doses por dia, apenas 16% da meta, que é de 3,5 mil doses diárias, somados todos os postos.

No primeiro dia de vacinação nas unidades, quarta-feira (8), foram aplicadas 509 doses; na quinta-feira (9), 715 doses; na sexta-feira (10), 525 doses; na segunda-feira (13), foram aplicadas 691 doses e na terça-feira (14), apenas 370 pessoas compareceram às unidades para se vacinar contra a covid-19.

A coordenadora da campanha municipal de vacinação contra a covid-19, Valéria de Oliveira, lamentou que as pessoas não estejam aderindo à descentralização, que já era prevista desde o início, assim que chegassem grandes quantidades de doses por parte do Ministério da Saúde.

“Desde o início, fomos muito cobrados para que a vacinação fosse para as unidades de saúde nos bairros, no intuito de proporcionar mais acessibilidade e facilidade aos usuários, no entanto, o que estamos percebendo na prática, agora que o anseio foi atendido, é que as pessoas não estão fazendo sua parte, que é comparecer aos postos para onde foram agendados. O que temos visto são centenas de agendados para as UBSs se direcionarem aos polos centrais, prejudicando o funcionamento desses locais, que já têm o seu público agendado”, afirma.

Organização

De acordo com o coordenador de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Marcel Gandra Lemos, os relatos ouvidos das pessoas que se recusam a ir nas unidades básicas de saúde é de que esses locais também atendem a pacientes com suspeita de covid-19 e, por isso, ofereceriam risco de contágio.

Mas ele explica que todas as 14 unidades foram organizadas de forma a evitar o cruzamento desses públicos, pois consultas e exames de pacientes suspeitos de covid-19 são feitos no período da manhã e o período vespertino foi destinado para atendimento exclusivo da vacinação.

“Todas as nossas unidades estão preparadas para oferecer segurança à população. As unidades básicas de saúde ainda têm a vantagem em relação aos polos de oferecerem um atendimento mais ágil, já que atendem menos pessoas, evitando também as aglomerações”, diz.

LEIA TAMBÉM

Onde vacinar?

As unidades básicas de saúde que passaram a ser oferecida a aplicação de segunda dose da vacina contra a covid-19 são: UBS Ilza Terezinha Picolli Pagot, UBS Jardim União/Jardim Florianópolis, UBS Três Barras e Clínica da Família (CPA 1), na região Norte; UBS Tijucal, UBS Pedra 90 V, UBS Parque Ohara e UBS Jockey Clube, na região Sul; UBS Terra Nova, UBS Pedregal e UBS Dr. Fábio, na região Leste e UBS Novo Colorado, UBS Santa Amália e UBS Novo Terceiro, na região Oeste.

A vacinação contra a covid-19 nesses postos funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 17 horas.

Para tomar a segunda dose, continua sendo necessário consultar o cadastro no site cadastro.vacinacuiaba.com.br e imprimir o comprovante de agendamento (QR code), que indica o horário e a unidade em que a pessoa foi agendada.

No ato da vacinação, é preciso levar o QR code impresso, documento oficial com foto e a caderneta de vacinação recebida na primeira dose. Caso a pessoa tenha perdido a caderneta, que tem valor de documento, é preciso apresentar um boletim de ocorrência.

O horário de encerramento da vacinação é 17h, com isso, o último horário de agendamento será às 16h.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHistória da atriz Daniella Perez vai virar série documental da HBO Max
Próximo artigoXuxa desabafa sobre aproveitadores em sua carreira: “Dei asas a esses monstros”