Coro da OEMT celebra aniversário da capital com apresentação na Catedral

A missa matinal da Catedral Metropolitana Basílica do Senhor Bom Jesus celebra neste domingo (08), a partir das 8h40, o aniversário de Cuiabá, com participação especial do Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso.

No repertório, diversas canções sacras e a estreia de “Salve Regina”, cantada em latim e composta especialmente pelo maestro Jefferson Neves para o aniversário de 299 anos da capital mato-grossense.

“Musicar esses versos sagrados em latim, a língua materna da Igreja, demanda muita sensibilidade para não perder o sentido de reza e ladainha. Jefferson consegue atingir isso. A música reza por si e isso é um efeito de beleza que poucos compositores conseguem com tanta delicadeza e significado”, relata Gilberto Nasser, cantor e diretor cênico do Coro Experimental.

Atualmente, o Coro Experimental da OEMT conta com a formação de 50 coralistas. O regente Jefferson Neves destaca que são muitos os atributos do coletivo de vozes e destaca quais os traços de sua identidade. “Os mais importantes diferenciais do Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso são a leveza na voz, a interpretação teatral e sobretudo, a alegria contagiante”.

Segundo ele, o Coro Experimental da Orquestra do Estado de Mato Grosso surgiu da necessidade de se criar um grupo que esteja conectado com o mundo atual. “Pensamos para o programa, um conteúdo eclético e que busque ainda o entendimento do ser humano e suas criações”, conclui.

Jefferson Neves, regente coral

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jefferson Neves, nascido em Cuiabá, MT, graduado em Educação Artística, com habilitação em Música, participou de Painéis de Regência e CantoCoral, onde cursou com os músicos Fernando Ariani, Reynaldo Puebla e Eduardo Fernandes. Foi solista da ópera “A Flauta Mágica” de Mozart, junto à Orquestra Sinfônica e Coral da UFMT. Foi solista do concerto “Carmina Burana”, de Carl Orff e regente titular do primeiro Coral Juvenil do Núcleo Coral do Estado de Mato Grosso.

Foi também regente e arranjador do grupo vocal feminino Boca de Matilde, dirigindo quatro shows importantíssimos para Cuiabá. Fundou em 2004 o Grupo Vocal Alma de Gato, em que é diretor artístico, regente, arranjador e cantor. Assinou a direção de mais de 20 shows temáticos e inéditos, que tornaram o grupo conhecido no Brasil e exterior. Recentemente, criou o sexteto vocal Mesa Pra 6, que em pouco mais de um ano realizou seu show de estreia com sucesso de público e crítica especializada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá é tema de exposição Baú de Histórias
Próximo artigoSeletiva de futebol em Cuiabá busca talentos para universidade nos EUA