Apple atinge valor de US$ 1 trilhão na bolsa, recorde nos EUA

As ações da companhia aumentaram nas últimas horas devido aos resultados financeiros, publicados na terça-feira no fim da sessão em Wall Street

(Foto: divulgação)

A Apple se tornou nesta quinta-feira, 02/08, a primeira empresa americana a atingir uma valor de mercado de US$ 1 trilhão, superando outros gigantes do setor de tecnologia como Amazon, Alphabet (matriz do Google) e Microsoft.

Impulsionada pelos seus resultados do trimestre mais recente, a firma viu seu valor disparar quase 6% na quarta-feira, e hoje seus títulos superaram o limite de US$ 207,05 (+2,40%) – o  que levou ao recorde.

Embora tenha chegado na frente na corrida com seus rivais no mercado dos EUA, a Apple não é a primeira empresa do mundo a valer US$ 1 trilhão: há 11 anos, em 2007, a maior petrolífera chinesa, a PetroChina, já tinha conseguido o feito na Bolsa de Xangai.

As ações da companhia aumentaram nas últimas horas devido aos resultados financeiros, publicados na terça-feira no fim da sessão em Wall Street. A reação dos mercados focou  o período recente de abril a junho, quando a Apple  lucrou US$ 53,265 bilhões, em parte graças às “robustas vendas” do iPhone, dos serviços da Apple e dos seus produtos “wearable” (tecnologia “usável”, como relógios, óculos, braceletes, trajes).

Embora no terceiro trimestre a empresa tenha vendido 41,3 milhões de unidades de iPhone, quase as mesmas que nesse mesmo período de 2017, o faturamento do produto aumentou para US$ 29,906 bilhões, muito acima dos US$ 24,846 bilhões verificados  anteriormente.

O preço médio dos telefones nestes últimos três meses subiu para US$ 724, principalmente pelo modelo iPhone X, que nos Estados Unidos está à venda a partir de US$ 999.

Os analistas estavam há meses fazendo apostas sobre qual dos gigantes tecnológicos americanos chegaria primeiro ao trilhão de dólares, já que neste ano seu valor da bolsa disparou, a começar pela Amazon (55,18%).

A Amazon está em segundo lugar em capitalização, com US$ 876,550 bilhões; enquanto o Alphabet, cujas ações subiram 17,52% desde janeiro, tem um valor de US$ 853,230 bilhões. Em quarto lugar está a Microsoft (25,43%), com US$ 815,910 bilhões.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorParceria entre Ampa, John Deere e concessionárias visa qualificação de mão de obra
Próximo artigoPrefeito e deputados são investigados em suposto desvio de meio milhão de reais