Águas Cuiabá inicia obras da ETE Ribeirão do Lipa em fevereiro

Unidade de tratamento de esgoto atenderá 93 bairros da Capital

(Foto: Arquivo)

A Águas Cuiabá, empresa da Iguá Saneamento, inicia no mês de fevereiro a construção da mais nova Estação de Tratamento de Esgoto da capital mato-grossense. Com capacidade de operar 260 litros de esgoto sanitário doméstico por segundo, a ETE Ribeirão do Lipa atenderá 93 bairros, beneficiando diretamente 126 mil pessoas. A obra faz parte do plano de expansão da cobertura de saneamento básico da cidade, conforme prevê o contrato de concessão estabelecido junto à empresa, que assumiu os serviços no segundo semestre de 2017.

A primeira etapa das obras da SES Ribeirão do Lipa mobilizará 500 trabalhadores. Nesta fase serão aplicados mais de R$ 100 milhões, com a implantação de 132 quilômetros de redes coletoras e de um módulo de tratamento de esgoto capaz de processar 130 litros por segundo. Na segunda etapa, que ocorrerá a partir de agosto de 2021, vão começar as ser instalados os outros 125 quilômetros de redes que compõem o Sistema de Esgotamento Sanitário Ribeirão do Lipa. As tubulações serão instaladas a partir dos bairros Jardim Alvorada, Ribeirão do Lipa e Duque de Caxias, chegando, ao longo do ano, até o Jardim União e Jardim Vitória.

“A entrada em operação SES Ribeirão do Lipa representa mais um importante passo da cidade rumo à saúde, qualidade de vida e preservação ambiental. A Águas Cuiabá segue trabalhando na ampliação e modernização dos serviços de água e esgoto, o que nos dá a satisfação de poder reposicionar a capital de Mato Grosso no cenário nacional de saneamento básico”, observa o diretor geral da concessionária, William Figueiredo.

A ETE Ribeirão do Lipa está sendo projetada com uso da tecnologia de ponta, que reduz a carga de resíduos orgânicos cinco vezes mais rápido que o modelo convencional. Com sua entrada em operação, prevista para 2021, até 22 toneladas de esgoto deixarão, progressivamente, de ser lançadas, por dia, na natureza – especialmente no Rio Cuiabá e em córregos da cidade, dentre os quais o Mãe Bonifácia, localizado no parque batizado com o mesmo nome.
Outras regiões do município também seguirão avançando no saneamento por meio da construção da ETE Sul. Com capacidade de tratar 160 litros por segundo, ela atenderá a 87 mil pessoas. Os 51 bairros contemplados receberão 165 quilômetros de redes coletoras. Com a unidade, 13 toneladas de carga poluidora deixarão de ser lançadas por dia nos mananciais. A soma das duas novas iniciativas, acrescida das ampliações nos sistemas existentes, fará com que a capital mato-grossense atinja, em 2024, o histórico índice de 91% de coleta e tratamento de esgoto. O resultado cumpre as determinações previstas no Contrato de Concessão dos Serviços de Saneamento Básico de Cuiabá e no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). Panorama cuiabano – Os avanços no saneamento básico da cidade são resultado do investimento de R$ 520 milhões em obras realizadas desde o segundo semestre de 2017, quando a Águas Cuiabá assumiu os serviços de água e esgoto.

As ações já realizadas contemplam a construção da Estação de Tratamento de Água Sul, a instalação de 60 quilômetros de redes de abastecimento e mais de 180 quilômetros de redes de esgoto, a duplicação da ETA Lipa, além da modernização das ETEs Tijucal e Dom Aquino. “Entregar à comunidade os benefícios gerados por um saneamento básico de qualidade é o que motiva nossos 600 colaboradores, parceiros e prestadores de serviço a trabalhar todos os dias, com dedicação, debaixo de sol ou chuva”, declara Figueiredo, ressaltando que Cuiabá chegará ao ano de 2024 tendo investido a inédita e expressiva marca de R$ 1,2 bilhão em água e esgoto.

Foto: Reprodução/Águas Cuiabá

 

Sobre a Águas Cuiabá – Por meio de concessão plena com validade de 30 anos, a Águas Cuiabá assumiu os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital matogrossense em 2012. A empresa atende a 613 mil pessoas e tem como objetivo universalizar o acesso da população à água de qualidade e à coleta e tratamento de esgoto. Desde 2017, faz parte da Iguá Saneamento, companhia que está presente em 37 municípios brasileiros e que alcança 6 milhões de pessoas com o compromisso de ser a melhor empresa de saneamento para o Brasil.

Sobre a Iguá Saneamento: A Iguá é uma companhia de saneamento, controlada pela IG4 Capital, que atua no gerenciamento e na operação de sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário por intermédio de concessões e de parcerias público-privadas. Atualmente, está presente em 37 municípios de cinco estados brasileiros – Alagoas, Mato Grosso, Santa Catarina, São Paulo e Paraná – por meio de 18 operações que, somadas, beneficiam cerca de 6 milhões de pessoas. O alcance dos serviços prestados pela companhia a coloca entre os principais operadores privados do setor de saneamento do país. Em 2020, a Iguá aderiu à Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da Nações Unidas (ONU) para mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção, em suas práticas de negócios, de Dez Princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. A companhia foi eleita, em 2019, pelo terceiro ano consecutivo, uma ótima empresa para se trabalhar pela consultoria Great Place to Work (GPTW). Atualmente, emprega cerca de 1,5 mil pessoas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo em que atua: em tupi-guarani, “ig” quer dizer água. www.iguasa.com.br.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTaques testa positivo
Próximo artigoJustiça condena menor que matou Isabele a 3 anos de internação