Ações de Marketing: Filtro x Engajamento

Quem nunca brincou de Stop (ou adedonha, ou outro nome que seja mais comum em sua região)? E como foi poder sentir um pouco o gostinho dessa brincadeira de uma maneira repaginada, com tempo rodando e ainda compartilhar isso para os seus seguidores no Instagram? Se você não sabe do que estamos falando, com certeza não está tão antenado ao mundo digital quanto pensou que estivesse.

 

Esse filtro, assim como aqueles que remetem a uma polaroid ou ainda aqueles que trazem as frases mais utilizadas do momento, ou ainda um joguinho para duas pessoas responderem uma série de perguntas, tem tomado as redes sociais desde que surgiram. E a visualização deles não é pequena não, ainda mais quando levamos em consideração que o Story é o estilo de mídia mais consumida de todas as redes e plataformas.

 

Eles permitem que as pessoas tenham acesso a uma realidade que não acharam que estivesse tão ao alcance assim: a realidade aumentada.

 

Sim, agora pegamos você de surpresa, não é?

 

Aposto que só de ler “realidade aumentada” você já pensa em algo meio futurista, meio fora de alcance, mas a verdade é que a realidade aumentada, ou AR, nada mais é do que a junção do mundo real, com elementos do mundo virtual – temos aí então os filtros com possibilidades diversas de maquiagem, de selfies ao lado de um gato, de luzes de festa e etc.

 

Ok, mas o que isso tudo tem a ver com engajamento?

 

Primeiro, vamos recapitular um pouco como adquirimos um filtro: basta alguém usá-lo em seu story que você pode salvar o efeito na sua biblioteca e assim, utilizar o mesmo efeito nos seus stories. Simples assim. Mas aí veio o pulo do gato, já não era tão simples assim fazê-lo: era preciso seguir a pessoa que disponibilizou o filtro para que ele aparecesse pra você – de quebra, todos os filtros que a pessoa produziu, apareciam também.

 

E, para qualquer um que produzisse, milhares de novos seguidores.

 

Mas, sabemos que atualmente caiu por terra a necessidade de seguir alguém para que o filtro apareça pra você – porém, convenhamos, se uma pessoa tem um filtro interessante, por que não segui-la e ter acesso de forma mais rápida a todos os seus filtros?

 

E se um filtro pode ter o mesmo efeito que uma “música chiclete” e garantir seu lugar na parada de sucesso por vários dias, por que não criar um? Afinal de contas, ao lado do nome do filtro, sempre terá o nome de quem o produziu.

 

E, mais um ponto interessante quanto a isso: no começo, apenas desenvolvedores e designers podiam fazer filtros, mas o Instagram depois abriu para que qualquer pessoa pudesse fazer uso dessa ferramenta – claro que, tudo passando por um processo.

Desta forma então, se abriu uma infinidade de opções de como trabalhar com os filtros nas redes sociais.

 

Beleza, sem mais delongas, como isso ajuda a sua marca?

 

O primeiro ponto já foi abordado aqui: interatividade! A pessoa quer postar um vídeo ou uma foto e quer deixar com uma cara diferente, e poxa, veja só que legal o filtro que a empresa X disponibilizou, é claro que vou usar – e aí vem a possibilidade de mostrar que sua marca entende qual é a onda do momento e que está antenada as necessidades do seu consumidor.

 

Além de interatividade, um filtro traz mais visibilidade para a marca, mesmo que forma mais sutil – quanto mais pensado em um determinado público ou momento ele for, mais certo de ser replicado e utilizado várias vezes – isso vai gerar novas visitas ao seu perfil, novos gatilhos, e um público mais atento a sua marca.

 

E o melhor de tudo: essa é uma estratégia de engajamento orgânica – você não precisará, necessariamente, gastar com impulsionamento e terá um baita retorno.

 

Massa! E como você pode aderir a essa maravilha do Instagram?

 

Primeiro, é preciso baixar o Spark AR Studio, uma vez que ele esteja instalado, acesse o Create Project, procure por Scene e aperte Add Object. Uma vez que estas etapas foram feitas, veja e experimente as ferramentas disponíveis, para entender qual será a melhor dinâmica de interação do seu filtro – por fim, vá em “export” e aguarde a aprovação.

 

Para entender melhor como sua marca pode se posicionar no meio desta nova realidade e qual será a melhor interação, é só falar conosco! Um dos produtos da Esquilo visa justamente facilitar essa interação e engajamento.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia salva criança obrigada pela mãe a se prostituir e a vender drogas
Próximo artigoReceita Pão Caseiro de Mamãe (versão integral) por Chef Miguel Ângelo Cardoso

O LIVRE ADS