Acha o trânsito de Cuiabá ruim? Pesquisadores colhem dados para projetar os próximos 10 anos

Prefeitura contratou empresa para elaborar um plano de mobilidade e a primeira iniciativa é ouvir a opinião do cidadão

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Se você tem sugestões para o trânsito e transporte em Cuiabá, essa é sua oportunidade. A prefeitura colocou nas ruas pesquisadores para ouvir a população e coletar informações para a elaboração de um Plano de Mobilidade Urbana visando ações para os próximos 10 anos.

Segundo o engenheiro Claúdio Leite de Freitas, coordenador do trabalho, o foco desse projeto será pensar a cidade priorizando o transporte não motorizado e o transporte coletivo.

“Não será obrigatoriedade implantar ciclovia em todas as vias, mas será melhorado para todos: ciclistas, pedestres. Temos que achar, para cada local, as melhores opções para a mobilidade. Com a pesquisa, será possível entender o ponto de vista deles [os cadadãos]”.

(Foto: Gustavo Duarte/Prefeitura de Cuiabá)

A previsão da prefeitura é apresentar esse plano de mobilidade em janeiro de 2022. Nesta etapa do processo, o “Consórcio Cuiabá em Movimento” – formado pelas empresas EGL Engenharia LTDA e GPO Sistran LTDA – coletam informações da própria Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e por meio da pesquisa em campo.

Serão ouvidos, ciclistas, pedestres, pessoas com deficiência, além de motoristas e motociclistas.

“Estamos ouvindo as pessoas sobre quais deslocamentos elas fazem, o modo de transporte, quais as vias usadas, o tempo que levam. Vamos fazer pesquisas com os ciclistas, usuários do transporte coletivo e demais, para entendermos e qualificar a mobilidade. Vamos direcionar para onde Cuiabá quer ir”, explica Freitas.

O objetivo do plano de mobilidade, conforme o secretário de Mobilidade Urbana, Juares Samaniego, é ter um planejamento de curto, médio e longo prazos. “Por exemplo, em  2014, foram inauguradas várias obras para mobilidade que hoje já não suportam o número de veículos da cidade”.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSem crise, mas com tensão
Próximo artigoCaso Rodrigo Claro: MP vai recorrer e mãe lamenta pena imposta a tenente