3 Dicas de Netnografia para negócios

Saiba como entender o comportamento do consumidor em tempos digitalizados com ajuda da netnografia.

(Foto: Reprodução/Pixabay)

Todos nós produzimos dados na internet. E, com isso, todas as nossas decisões digitalizadas podem ser mapeadas por especialistas para compreender hábitos, desejos e preferências. Isso é chamado de netnografia.

A netnografia analisa o comportamento humano em ambiente digital. Inspirada pela antropologia, este método de pesquisa serve para criar insights, inovar, e ainda co-criar produtos e serviços.

Este método é cientifico, rigoroso e estruturado. E não é apenas coleta de dados sem a sua permissão. É a interpretação deles, por um especialista, que pode gerar respostas de como algo pode ser mais atrativo e gerar vantagens competitivas para empresas.

 

Quem Utiliza?

De grandes marcas como Coca-Cola, Starbucks e Nivea, até personalidades como Alex Atalha.

Para que serve?

A netnografia é chamada de “a arma secreta do marketing”. Isso porque a informação gerada ao se observar o consumidor em ambiente digital, também ajuda a traçar estratégias para a comunicação com o mercado.

Podemos utilizar os insights produzidos pela netnografia para inovar, co-criar produtos, e ainda comunicar melhor com o consumidor que saliva pelos nossos produtos e serviços.

Vamos às dicas:

Segmentar Mercado.

Se você é do tipo de pessoa que acredita que seu produto ou serviço atende todo mundo é bom repensar sua estratégia. Ninguém, nem mesmo Jesus, agradou todo mundo.

Olhe dentro dos perfis que tipo de pessoa se interessa por suas publicações nas redes sociais, dê um Google no nome da sua empresa para verificar os comentários dos usuários.

Precisa ter em mente o sexo, a faixa etária, a localização e os gostos do cliente em ambiente digital. Depois faça uma comparação com os clientes em ambiente físico, se seu estabelecimento tem loja, para ter uma visão geral de segmentação do seu publico.

Entender a comunicação do consumidor alvo.

Ao olhar os hábitos de seus clientes,  você vai conseguir perceber como ele gosta de interagir com a empresa. Preste atenção na comunicação, como ele gosta de ser chamado e com qual jeito de se comunicar ele interage melhor.

Por exemplo: num post nas redes sociais, se eu escrever: “Promoção relâmpago pra gurizada da baixada cuiabana…”, e você estiver em Recife isso não fará sentido. E por mais simples que seja a personalização da comunicação, o cliente deseja estar inserido dentro desse processo. Atenção ao que você comunica e a quem comunica.

Verificar atividade de engajamento dos fãs.

Existem muitas ferramentas digitais acessíveis para se medir a atividade com os fãs, mas se você não souber ler esses dados, provavelmente elas não terão valor algum ao seu negocio.

 

A netnografia nos ensina a fazer todo o processo com o método de pesquisa na mão, para depois utilizar ferramentas que possam nos auxiliar no processo. E a verificação de atividade de quem interage com sua marca também é assim.

Verifique quais são os perfis que seguem você, se seu negócio tem algum produto que essa pessoa possa consumir, verifique se os perfis são verdadeiros, já que quantidade não é qualidade nas redes sociais.

Olhe para os perfis quando eles interagem e sim, responda aos clientes de forma educada. Quem for fã do seu negocio, vai se conectar a você e se tornará leal às publicações nas redes sociais.

As dicas de netnografia vão ajudar a olhar para seu público alvo de forma estratégica, mas não vão gerar inputs como os da pesquisa de mercado, por se tratar de um método mais profundo, mas o ajudarão a ter um olhar mais afiado sobre quem é seu publico alvo.

Por: Maria Augusta Ribeiro. É especialista em Netnografia e Comportamento de consumo digital no Belicosa.com.br

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.