“Tinha uns traíras do meu lado”, diz Bolsonaro em referência a Dória e Witzel

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro falou sobre a pré-candidatura de João Doria para presidente

(Foto: Reprodução/ TV Brasil)

Neste sexta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que esteve “cercado por traidores” durante a corrida eleitoral de 2018. De acordo ele, após as eleições os “oportunistas” começaram a atacá-lo.

Na porta do Palácio da Alvorada, em conversa com simpatizantes, Bolsonaro falou sobre pessoas erradas que teria escolhido como apoiadores.

“Quem nunca fez coisa errada nessa vida? Eu escolhi um montão [de traidores] nas eleições de 2018. Tinha uns traíras do meu lado ali”, disse o presidente.

Indireta a Doria e Witzel

A declaração foi dada quando o presidente foi questionado sobre o atual desafeto João Doria (PSDB), governador de São Paulo e pré-candidato ao Planalto em 2022.

A menção também foi encarada como um adendo ao caso do ex-governador impichado e acusado de corrupção, Wilson Witzel, do Rio de Janeiro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrivatização da Eletrobrás
Próximo artigoRéu é condenado a 33 anos de prisão por estuprar e provocar aborto