Suspeito já denunciado volta a casa de crianças e as estupra mais uma vez

Acusado disse às irmãs que estava ali para "terminar o que tinha iniciado antes"

Imagem ilustrativa

Duas irmãs de nove e 13 anos tiveram a casa invadida e foram abusadas sexualmente por um homem que já as havia estuprado em 2020. O caso aconteceu no Bairro Cidade Verde, em Cuiabá.

Primeira denúncia

Quando a mãe das vítimas acionou a polícia em novembro de 2020, ela relatou que as filhas haviam contado que estavam sendo abusadas sexualmente há nove meses por três homens, que entravam na casa pelo telhado e as ameaçavam com facas.

Os criminosos se revezavam nos estupros contra a irmã de 13 anos e tentavam estuprar também a de nove.

As duas só tiveram coragem de contar o que sofriam à mãe depois de meses de sofrimento, pois eram ameaçadas de morte.

A mãe disse à polícia que não ouvia o que acontecia porque tomava remédio controlado durante a noite.

A polícia chegou a fazer diligências em busca dos suspeitos, mas eles não foram localizados.

Nova denúncia

Nessa quinta-feira (17), por volta das 18h30, um dos homens voltou à casa, com outro rapaz, que estava usando um capuz, e, ameaçando as vítimas, as estuprou novamente.

Ele disse às irmãs que estava ali para “terminar o que tinha iniciado antes”. O suspeito de capuz ficou na porta vigiando, enquanto o já conhecido cometeu o estupro.

A polícia novamente fez buscas pelo suspeito, mas ele não foi encontrado. As irmãs foram encaminhadas ao Plantão da Delegacia da Defesa da Mulher, onde o caso foi registrado como estupro de vulnerável.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSteven Spielberg revela em qual época Indiana Jones 5 acontece
Próximo artigoMáquinas “monstros” da sustentabilidade já comeram mais de 1.300 toneladas de lixo