Sob protesto, governo mantém fechamento da escola Nilo Póvoas

Com a desativação, os alunos serão remanejados a Escola Antônio Epaminondas, no Bairro Lixeira

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O governo decidiu manter o fechamento da Escola Nilo Póvoas mesmo com o protesto de parte dos alunos, que ocupou a unidade para se posicionar contra a desativação. Representantes do estudantes e pais de alunos foram ouvidos na quarta-feira (19) na tentativa de reverter a situação.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Educação (Seduc-MT), 126 alunos do ensino médio estavam matriculados na escola em 2019.

O número, contudo, caiu para 94 estudantes do 1º e 2º ano do ensino médio.

LEIA TAMBÉM

A queda no número de matriculado é apontada como motivo para a desativação.

Com o fechamento, os alunos serão remanejados a Escola Antônio Epaminondas, no Bairro Lixeira. Os profissionais também serão direcionados para a mesma unidade.

O governo garantiu aos alunos, na reunião, que o projeto pedagógico da escola será mantido.

“O que estamos fazendo é otimizar os recursos financeiros e potencializar os espaços públicos, visando melhorar a estrutura física das unidades e a demanda do atendimento aos alunos”, apontou a secretária Marioneide Klimeaschewsk.

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Na semana passada, um grupo formado por 65 estudantes ocupou a escola para protestar. Eles não aceitam o fechamento da escola.

Centro de Referência

De acordo com o governo, o prédio onde atualmente funciona a Escola Nilo Póvoas será reformado.

O local vai dar espaço a um o Centro de Referência em Educação Inclusiva. O nome será mantido.

O centro vai atender alunos com deficiência e estudantes vítima de bullying, com depressão, que sofrem violência doméstica e automutilação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDiretor tem esperanças que a Disney faça novos Independence Day
Próximo artigoNetflix lança série de terror que se passa em São Paulo; Assista ao trailer

O LIVRE ADS