Primeiro-ministro da Espanha se compromete a banir prostituição do país

Apesar de o nome remeter a ideologias que defendem a prostituição, o Partido Socialista já havia se manifestado contrário a isso em 2019

(Foto: Imprensa La Moncloa)

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, durante o congresso do Partido Socialista, prometeu abolir a prostituição do país. O evento ocorreu em Valência no último dia 17. As informações são do Último Segundo.

“Avançaremos abolindo a prostituição que escraviza as mulheres em nosso país”, declarou Sánchez, sem dizer quais medidas seriam tomadas para concretizar esse ato.

Apesar de o nome remeter a ideologias que defendem a prostituição, o Partido Socialista já havia se manifestado contrário a isso em 2019 num documento eleitoral, de acordo com a BBC.

A prostituição na Espanha

Uma pesquisa realizada pela BBC em 2009 mostrou que 1 em cada 3 homens espanhóis pagou para ter relações sexuais. Essa fonte também informa que a ONU, em 2016, avaliou essa indústria espanhola em 3,7 bilhões de euros.

Segundo a Deutsche Welle, a prostituição ainda não é regulamentada na Espanha, mas as pessoas que oferecem esse tipo de serviço voluntariamente não recebem punições. Já a exploração de terceiros e o tráfico de pessoas são combatidos pela legislação local.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro no PL
Próximo artigoFalta de material e custos impactam a indústria da construção