Polícia cumpre 118 mandados contra foragidos da Justiça em Rondonópolis

São ordens de prisões por crimes como estupro de vulnerável, homicídio, latrocínio, roubo e furto.

Padrasto de 18 anos espanca criança de 2 anos e vai preso (Foto: Juína News/Divulgação)

A Polícia Civil de Mato Grosso concluiu nessa sexta-feira (12) a segunda fase da Operação Safe City, coordenada pela Gerência de Polinter e Capturas, com o cumprimento de 118 mandados de prisão em Rondonópolis.

A Polinter fez um levantamento e identificou mandados de prisões que estavam em aberto na Regional de Rondonópolis e cumpriram 30 deles contra foragidos da Justiça, localizados em diferentes bairros da cidade.

Uma equipe de 11 policiais civis da Polinter trabalhou durante a semana para cumprir as ordens de prisões contra pessoas que respondem a processos por diversos crimes, entre eles estupro de vulnerável, homicídio, latrocínio, roubo e furto.

Oitenta e três mandados foram cumpridos na Penitenciária Regional Major Eldo de Sá Corrêa (Mata Grande) e cinco na unidade prisional feminina, contra pessoas que já estavam detidas por outros crimes.

“A equipe da gerência fez uma extensa pesquisa e reuniu os mandados identificados na região de Rondonópolis que estavam pendentes de cumprimento. E durante uma semana, os investigadores e uma escrivã da unidade se dedicaram ao cumprimento das prisões dentro das unidades prisionais e também nas ruas. Faremos esse mesmo trabalho em outras regiões para reduzir o passivo de mandados em aberto”, explicou o delegado da Polinter, Marcos Aurélio Veloso.

No decorrer da operação, a equipe da Polinter apurou que vários alvos dos mandados já tinham ido a óbito. A operação foi realizada entre os dias 8 e 12 de novembro.

O diretor de Atividades Especiais, delegado Fernando Vasco, pontua que a operação Safe City será realizada em todas as regionais da Polícia Civil no estado.

No mês de setembro, a Polinter deflagrou a primeira fase da Operação Safe City, em Sinop, quando foram efetivados 33 mandados, parte deles cumpridos na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPostos de combustíveis: fiscais interditam bombas em Mato Grosso
Próximo artigoCuiabá abrirá 4,2 mil vagas para alunos com até 3 anos em 2022