Plano de Marketing: 6 segredos para criar um produto digital

Foto: Reprodução

Ter um produto digital hoje significa ter seu negócio muito à frente dos negócios que ainda atuam apenas com o método tradicional. Significa também estar mais próximo de usuários de smartphones, tablets, notebooks e outros dispositivos eletrônicos.

Se você ainda não entendeu exatamente sobre o que estamos falando, vamos te explicar por aqui e ainda oferecer dicas de como dar o pontapé e alavancar esses produtos!

Sabe quando você está no Instagram e aparece algum vídeo, quase sempre patrocinado, sobre algum assunto que você pesquisou recentemente e, o melhor, ele traz um ebook que parece se encaixar como uma luva para o que você estava procurando? Ou ainda quando você acha aquele aplicativo super bacana que te ajuda a tirar uns minutinhos do dia para respirar e meditar, ou também quando você descobre que aquelas aulas que queria fazer, mas que ficam longe, também serão ofertadas em um espaço online e sem te tirar do conforto da sua casa?

Pois bem, ebooks, aplicativos e videoaulas também são produtos digitais que sua empresa pode ter e oferecer para os consumidores, assim como treinamento em vídeos, palestras online, treinamento em áudio, podcasts, softwares, audiobooks, newsletters. E, a presença deles é constante em nossa vida moderna. Ousamos dizer, inclusive, que algumas pessoas não conseguem mais viver sem alguns destes produtos digitais.

Até porque, convenhamos, eles quebram um galho e tanto, e para quem os produz, pode ser uma fonte de renda extra ou pode alavancar a atual renda do seu negócio – mas, como produzir um produto digital matador e assertivo?

 

  1. Tema

Uma das primeiras coisas que você precisa saber é qual será o tema do seu produto digital – o ideal é que seja algum assunto que você realmente domine, para que o produto seja relevante para o público. Se for algo que você não entende tanto assim, é preciso procurar por parceiros que possam te auxiliar na elaboração deste tema. Além disso, procure trabalhar em cima de algo que você realmente tem interesse, para que não seja tão exaustivo produzir conteúdos ligados a isso.

 

  1. Público-alvo

Com o tema em mãos, é hora de pensar quem é seu público-alvo, onde ele está, e quanto ele estará disposto a pagar por um produto como o que você quer oferecer.

Para facilitar, crie uma buyer persona, um consumidor ideal para o seu produto, com nome, idade, gênero, e outras características.

 

  1. Formato

Ok, você já sabe qual será o foco, mas, de que forma será feita essa entrega?

Para isso é importante avaliar quanto de recurso você tem disponível, o que o público-alvo mais consome e como os formatos se encaixam com o tema pensado.

 

  1. Concorrência

O seu produto já existe de alguma forma no mercado? Como tem sido a entrega? E a aceitação? Nesta fase é importante selecionar alguns negócios que trabalham com assuntos correlatos ao que você está pensando, e analisar esses fatores.

 

Mas, veja bem, a ideia aqui é fazer uma análise, entender os pontos fortes e fracos da maneira como cada lugar trabalho, mas não fazer uma cópia!

 

  1. Planejamento x Ação

Até aqui tudo certo. Sabemos o queremos fazer, quem é o público, qual será o formato e como a concorrência trabalha. Está na hora então de definir datas para a criação e lançamento deste produto. Criar pequenas metas dentro do tempo estipulado e fazer o produto acontecer!

 

  1. Canal de Venda

Mesmo que você queira utilizar o Instagram, por exemplo, para divulgar seu produto, ele terá que estar hospedado em algum canal, e é importante pesquisar e definir um de confiança, para não gerar dores de cabeça desnecessárias na hora da entrega deste produto para o consumidor final.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProjeto social
Próximo artigoPandemia tirou a renda de quase 50% dos trabalhadores da cultura

O LIVRE ADS