PF deflagra operação para combater garimpos ilegais em terras indígenas de MT

A ação envolve um efetivo de aproximadamente 100 servidores, com o uso de drones e imagens de satélites

(Foto: Polícia Federal)

A Polícia Federal deflagrou nesta terca-feira (28) a terceira fase da Operação Alfeu, visando combater extração ilegal de minérios na Terra Indígena Sararé, na região de Pontes e Lacerda (450 km de Cuiabá).

A ação, que conta com o apoio do Ibama, da Força Nacional, do Exército Brasileiro, da Polícia Rodoviária Federal e da FUNAI, envolve um efetivo de aproximadamente 100 servidores, com o uso de drones e imagens de satélites.

Em março deste ano foi cumprida a determinação judicial expedida pela 2ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Cáceres (220 km de Cuiabá) para desocupar o garimpo na Terra Indígena Sararé. No entanto, através de imagens de satélite, a PF constatou que a região continua a ser degradada, necessitando assim de nova intervenção policial no local.

As ações realizadas nesta terça-feira obtiveram êxito em inutilizar o maquinário utilizado na atividade ilegal. As equipes também irão fiscalizar os garimpos “Babalu” e Cooper Pontes.

(Foto: Polícia Federal)

A Polícia Federal e os demais órgãos envolvidos na operação permanecerão no local até a desarticulação completa dos garimpos para garantir o encerramento da atuação garimpeira ilegal na região.

A operação é um esforço integrado de várias instituições, envolvendo investigação policial, planejamento e execução de ações voltadas a proteção das terras indígenas e repressão à crimes ambientais.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDia Mundial Contra a Raiva: a doença conhecida que continua fazendo vítimas
Próximo artigoFusão e confusão