Pai é preso em Cuiabá por estuprar filha de cinco anos

Criança contou ao irmão como foi o abuso

Imagem ilustrativa

Um homem de 27 anos foi preso na madrugada deste domingo (17) no Bairro Alvorada, em Cuiabá, acusado de estuprar a própria filha de cinco anos.

O caso foi descoberto nesse sábado (16) pela mãe da criança, após a menina sangrar e também contar ao irmão, de 13 anos, como o pai havia abusado dela.

Segundo relato da mãe, a criança estava morando com o pai e a avó materna desde março de 2020, devido à pandemia, visto que a mãe trabalha em um centro de atendimento médico.

A mãe só estava buscando a filha nos finais de semana e, nesse sábado (16), buscou a filha e levou para casa. Depois, foi passear com a criança e o filho do meio, de sete anos.

Quando voltaram, por volta das 20 horas, a menina estava brincando com o celular quando disse que queria tomar banho, porque algo estava saindo dela. A mãe verificou a calcinha da filha e viu que estava suja de sangue.

Ela falou com a avó da menina por telefone e, quando a mãe disse que algo tinha acontecido na casa da avó, esta desligou a ligação.

O pai da criança retornou e a mãe disse que algo havia acontecido e que levaria a filha em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA); ele disse para realmente levar e que a mãe estava louca.

A mãe foi até a UPA do Bairro Morada do Ouro e a Polícia Militar foi acionada. Quando a criança viu os policiais, ela disse ao irmão mais velho, de 13 anos, que o pai a havia deitado de barriga, nu, e a penetrado, que ela havia gritado de dor e que ele a havia sujado de “leite”.

Os policiais foram até a casa do suspeito e o encontraram durante a madrugada. Ele foi preso e encaminhado para a delegacia, onde o caso foi registrado como estupro de vulnerável.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstudantes fazem hoje primeira prova do Enem 2020
Próximo artigoAnvisa decide autorização emergencial para uso de vacinas hoje