Nova geração da música sertaneja, dupla Zé e Leandro é revelação no cenário mato-grossense

Mato Grosso é celeiro de novos artistas e segue ditando os sucessos do gênero e revelando novos talentos

(Divulgação)

Na contramão do que ocorreu com outros gêneros musicais que sofreram com a falta de oxigenação na última década, o sertanejo não para de se reinventar ao trazer consigo novas safras de artistas e estilos. Prova disso são os números expressivos da indústria musical: das 100 faixas mais tocadas em 2017, 88 são sertanejas, segundo os dados da Crowley Broadcast Analysis, empresa que monitora a execução de canções em rádios de todo o país.

Em Mato Grosso, esse quadro não é diferente: o estado é celeiro de novos artistas e segue ditando os sucessos do gênero e revelando novos talentos. A dupla Zé e Leandro chegou agora e já mostra que conquistou um espaço importante na capital mais sertaneja do país. Nesta segunda-feira (1º de outubro), os músicos lançaram seu primeiro single – “Linda Até Brigando”, no canal oficial da dupla no YouTube (zeeleandrooficial).

Revelação do sertanejo romântico, a dupla Zé e Leandro mostra que não está só de passagem. Eles possuem pouco menos de seis meses de formação e já contam com uma agenda cheia de apresentações em Cuiabá (MT). Dentre os bares que recebem Zé e Leandro semanalmente estão Ditado Popular, Zero Meia Cinco, Empório Beira Rio e Jaca Pier Bar.

Os dois jovens se conheceram na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e a paixão pelo sertanejo logo os uniu – das rodas universitárias aos barzinhos de Cuiabá e Chapada dos Guimarães foi um pulo. Zé conta que começaram cantando no bar de um amigo em Cuiabá e numa choperia de sua família em Chapada dos Guimarães. “O retorno foi tão bacana que, hoje, pouco tempo depois, já temos uma série de shows marcados para os próximos meses”, disse Zé.

“E pensar que tudo teve como ponto de partida a faculdade. Vim de Rondônia para Cuiabá para cursar Engenharia Elétrica na UFMT. Alguns semestres depois, vi o Zé, que é de Chapada, tocando no saguão da faculdade. Chamei ele para montar uma dupla, que topou”, lembra Leandro.

A DUPLA

Futuramente, Zé e Leandro pretendem lançar um CD e apostam em faixas dançantes que exalam romantismo e influências que passam pelo sertanejo de raiz. “Gostamos muito de Gino e Geo e Chitãozinho e Xororó. Tanto que absorvemos essas referências sem deixar de investir num repertório mais atual e moderno. Num futuro próximo, vamos disponibilizar nossas faixas online para que o público possa ter acesso de todos os lugares do país”, reforça Leandro. Mais informações pela fan page.

 

Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEm menos de duas horas, quatro pessoas são assassinadas e duas feridas a bala em VG
Próximo artigoServidores terão redução de jornada de 50% para acompanhar filhos com deficiência