Moro afirma que não se arrepende de ter sido ministro do governo Bolsonaro

De acordo com o ex-ministro, a intenção ao aceitar o cargo era a de contribuir para o país

Ex-ministro e ex-juiz, Sergio Moro comentou sobre o tempo em que fez parte do governo Bolsonaro. Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, nesta quinta-feira (23), Moro afirmou que não se arrepende de ter feito parte do governo.

Sergio Moro ocupou o cargo de Ministro da Justiça de janeiro de 2019 até abril de 2020, quando rompeu com Bolsonaro.

Na época, ele chegou a convocar uma entrevista coletiva para anunciar que estava saindo do governo e acusou o presidente Jair Bolsonaro de interferir na Polícia Federal (PF).

Sem arrependimentos

De acordo com Moro, ele não se arrepende de ter feito parte do governo Bolsonaro, pois aceitou o convite para trabalhar pelo país.

“Não me arrependo. Acolhi o convite com a expectativa de contribuir para uma transformação para o Brasil, de implementar uma agenda importante”, disse o ex-ministro.

LEIA TAMBÉM

Meio sucesso

Ainda de acordo com Moro, sua permanência no governo Bolsonaro foi “meio bem sucedida”, em especial no combate ao tráfico de drogas.

“Em parte, a gente foi bem sucedido, principalmente no que se refere ao combate ao crime organizado e à redução da criminalidade violenta”, conclui o jurista.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuarto suspeito de envolvimento nas mortes de Bruno e Dom Phillips é preso em SP
Próximo artigoCapital de Mato Grosso é a primeira a receber condomínios de casas da MRV