Miss Universo Brasil Mato Grosso acontece em outubro

Dez candidatas disputam a coroa em evento que será realizado no dia 6 de outubro

Depois de um ano e sete meses, o Miss Universo Brasil Mato Grosso está de volta. O evento que reúne as mulheres mais bonitas do estado está marcado para 6 de outubro. O concurso, sob a organização de Warner Willon, acontece no Hotel fazenda Mato Grosso e contará com a presença da Miss Universo Brasil 2017 Monalisa Alcântara e do Mister Brasil Hendson Baltazar.

Dez mulheres, entre 18 e 26 anos, de diversos municípios do estado, disputam a coroa, que garantirá uma vaga no 67ª Miss Brasil 2021. As finalistas são de Cuiabá, Várzea Grande, Tangará da Serra, Sorriso, Água Boa, Distrito de Vila Operária, Rondonópolis, Jaciara, Diamantino e Nossa Senhora do Livramento.

“O evento vai acontecer a partir das 19h respeitando todos os protocolos de segurança da Organização Mundial de Saúde (OMS)”, afirmou o organizador. A vencedora do concurso deve receber uma bolsa de estudos, a faixa e a coroa.

Durante a semana que antecede o evento, as candidatas terão uma rotina agitada, com ensaios, sessões de fotos, jantares com personalidades mato-grossenses e provas preliminares. Além da beleza, as candidatas também esbanjam simpatia e elegância.

O Miss Mato Grosso é uma tradição que completou 65 anos em 2020. A primeira edição foi realizada em 1955 e há 32 anos está sob responsabilidade de Warner Willon e sua equipe. Nessas três décadas, o coordenador se orgulha de já ter feito três mato-grossenses serem escolhidas as mulheres mais bonitas do Brasil. A última delas, Jakelyne Oliveira ficou em quinto lugar no Miss Universo 2013.

“Sempre trabalhamos qualidade, seletividade e tradição na seleção de nossas candidatas, por isso sempre tivemos excelentes resultados e vitórias. Mato Grosso sempre foi muito bem representado nos maiores concursos de misses que existem no Brasil e no mundo”, ressalta o coordenador do concurso.

Ele lembra do seu primeiro concurso de miss em 1985, quando ainda era um espectador e ficou encantado com o evento realizado no Ginásio Dom Aquino, em Cuiabá, e apresentado então por Silvio Santos, que na época detinha os direitos sobre a competição. Naquele ano, Mato Grosso ganhou o primeiro título de Miss Brasil com Marcia Gabrielle. Em 1986, Warner realizou seu primeiro concurso Miss Rondonópolis e logo depois assumiu a responsabilidade de coordenar o Miss Mato Grosso.

Warner destaca que o concurso seguiu as mudanças da sociedade e a evolução da mulher perante ela mesma. Atualmente, as candidatas a misses precisam unir beleza, contemporaneidade, simpatia, cultura e desenvoltura. “A miss deixou de ser um estereótipo de mulher. Busca-se mais além da beleza. Hoje, ela pode transitar por várias áreas da sociedade, por todas as profissões, pode ser mãe, profissional liberal, estudante e ser miss”, aponta Warner.

Neste ano, a Primeira Dama da Capital, Márcia Pinheiro foi escolhida patronesse pelo trabalho da condução do projeto Siminina, da Vacina Solidária entre outros. “ O Trabalho que a Márcia Pinheiro faz em Cuiabá repercute no estado inteiro. Por conta disso, as meninas quando se fala em Primeira Dama já pensam nele. Ela é muito carismática, e por isso foi convidada e aceitou. O presidente da Assembleia de Mato Grosso Max Russi pelo mesmo motivo”, pontua.

Esta edição homenageará a senhora Carmen Carvalho Costa. O troféu terá o nome dela, Miss Várzea Grande 1972. “É uma linda homenagem, ela foi eleita também Miss Mato Grosso naquele ano. Tudo isso ocorreu no mandado de Júlio Campos”, detalha.

História do concurso

O primeiro evento oficial, ocorrido em 1954, foi vencido pela baiana Martha Rocha. Com o passar dos anos, 15 estados diferentes conseguiram emplacar suas representantes como a mais bela da nação. Em Mato Grosso foram três candidatas que conseguiram esse feito. A Miss de Barão de Melgaço, Márcia Oliveira, 21 anos, natural do Rio de Janeiro, foi a primeira representante de Mato Grosso a se tornar Miss Brasil, em 1985. O júri que elegeu a vencedora foi formado por várias personalidades da época, uma delas era o jogador de futebol, Pelé.

Em 2000, Mato Grosso teve mais uma candidata vencedora do Miss Brasil, desta vez foi Josiane Kruliskoski, Miss Sinop, 19 anos, natural de Catanduvas, Paraná.

A última a alcançar o posto de Miss Brasil foi Jackeline Oliveira, 20 anos, eleita em 2013. A jovem natural de Rondonópolis representou sua cidade na competição regional, sendo a primeira Miss que realmente nasceu em Mato Grosso a ganhar o concurso nacional. Ela ficou em 5º lugar no Miss Universo realizado em Moscou, Rússia.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFisco: seu dinheiro não precisa ficar preso em ações
Próximo artigoJustiça reconhece vínculo entre entregador e empresa ligada à iFood