Meio a meio: 51% dos testes para a covid-19 resultaram positivo em MT

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 47 mil testes já foram realizados por laboratórios públicos e privados em Mato Grosso

(Foto: Reprodução/Vinicius Magalhães/Agência Brasil)

Um pouco mais da metade das pessoas que fizeram teste para a covid-19 em Mato Grosso teve resultado positivo. De abril ao dia 9 de julho, o estado realizou 47.202 testes RT-PCR e, até a mesma data, a Secretaria de Estado (SES) havia confirmado 24.084 casos da doença. 

Esse número representa 51% de resultados positivos no universo dos testes realizados. Os dados foram liberados pelo Ministério da Saúde, a pedido do LIVRE.  

Eles são referentes aos testes processos pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-MT) e pelos laboratórios particulares habilitados. 

Foi levado em conta somente o resultado dos testes RT-PCR com base na avaliação da própria SES de que esse modelo é o mais confiável para o diagnóstico de contágio. Os testes rápidos são indicados apenas para a triagem dos casos suspeitos. 

O Lacen, administrado pelo Estado, processou o maior volume de testes no período. Foram 33.029 testes com resultado positivo.  

Mato Grosso passou a ficar apto a realizar os testes em 19 de março. Se considerado intervalo dos 114 dias até 8 julho, última atualização dos testes pelos Ministério da Saúde, foram processadas, em média, 289 coletas diariamente. 

Já os laboratórios particulares processaram 14.173. Essas empresas começaram a realizar os exames RT-PCR, com chancela da SES, em datas diferentes. Hoje, cinco laboratórios estão habilitados. Além deles, universidades de Mato Grosso e outros Estados aparecem na lista do Lacen-MT.   

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUnião transfere segunda parcela de auxílio para MT no valor de R$ 368 mi
Próximo artigoPandemia faz deputados federais de MT economizarem R$ 200 mil em “penduricalhos”

O LIVRE ADS